pessoas de máscara
Agência Brasil
Casos de Coronavírus

Com quase 60 mil contaminados e mais de 1,3 mil mortos pelo novo coronavírus, a China se mergulha em uma intensa crise política. Após anúncio da modificação na metodologia de diagnóstico e registro de casos, o secretário do Partido Comunista da China em Hubei foi demitido e substituído pelo prefeito de Xangai.

As mudanças na metodologia do diagnóstico , que acentuaram a crise política no país, ocorreram para que as pessoas passem a ser tratadas de forma mais rápida. Com elas, o número de casos confirmados passou a 14,8 mil.

Leia também: Papa chama coronavírus de 'doença cruel' e pede orações

Além dele, um alto funcionário da Cruz Vermelha de Wuhan foi demitido por abandono de posto. O trabalho do órgão, agora, é coordenado por Chen Yixin, membro do governo central.

Os primeiros dois cargos a serem entregues após o número de casos do coronavírus estourar no mundo foram o do prefeito de Wuhan, Zhou Xianwang, e do secretário do Partido Comunista da China em Wuhan, Ma Guoqiang.

    Veja Também

      Mostrar mais