O papa Francisco se encontrou no início de janeiro com a peregrina em quem ele havia dado um tapa na mão durante uma caminhada na Praça São Pedro, Vaticano, na noite de 31 de dezembro de 2019.

Leia também: Leopardo rouba comida da boca de crocodilo na África; assista

Em seu primeiro Angelus do ano, o líder católico chegou a pedir desculpas pelo "mau exemplo", e, segundo fontes ouvidas pela ANSA, ele quis se encontrar pessoalmente com a mulher. A reunião aconteceu logo no início de janeiro, na Sala Paulo VI, e não foi divulgada pelos veículos oficiais do Vaticano.

Nos últimos dias, no entanto, o Papa comentou sobre o encontro com algumas pessoas. Segundo Francisco, ele ficou muito abalado com o episódio, que viralizou no mundo inteiro. Na reunião, a peregrina e o Pontífice trocaram um aperto de mãos e conversaram pessoalmente.

Relembre

Na noite de 31 de dezembro, o líder católico cumprimentava fiéis em meio a uma visita ao presépio da Praça São Pedro. Em determinado momento, uma mulher agarrou sua mão direita e o puxou para perto de si.

Leia também: MPF pede volta de distribuição de alimentos a indígenas em terras não demarcadas

Francisco reclamou da abordagem e chegou a dar um tapa na mão da mulher para se soltar, saindo visivelmente irritado. No dia seguinte, o Papa admitiu ter "perdido a paciência" e pediu desculpas pelo fato. 

Tapa do Papa em mulher
YouTube/ Reprodução
Tapa do Papa em mulher


    Veja Também

      Mostrar mais