Mikhail Mishustin, primeiro-ministro da Rússia, confirmou que a Rússia pode expulsar estrangeiros infectados pelo novo coronavírus
Reprodução/Twitter Kremlin
Mikhail Mishustin, primeiro-ministro da Rússia, confirmou que a Rússia pode expulsar estrangeiros infectados pelo novo coronavírus


Estrangeiros infectados com o novo coronavírus podem ser expulsos da Rússia , conforme o anunciado pelo país nesta segunda-feira (3). Durante a semana passada, o governo russo já havia fechado a fronteira com a China , onde o vírus começou, e reduzido as conexões com o vizinho.

O novo coronavírus "foi adicionado à lista de doenças especialmente perigosas. Isto nos permite proceder a expulsão de estrangeiros infectados e aplicar medidas especiais como o isolamento e a quarentena", disse o primeiro-ministro russo Mikhail Mishustin, durante uma reunião governamental, de acordo com a France Press.

Leia também: Além do coronavírus, China reporta surto de gripe aviária

Primeiros casos

A Rússia confirmou, na última sexta-feira (31) os primeiros registros de coronovírus em seu território. A doença foi constatada em dois cidadãos chineses, que continuam no país, mas em isolamento, com a possibilidade de serem expulsos a qualquer momento em razão da nova decisão.

Até o momento, o coronavírus causou 361 mortes na China , onde o número total de casos suspeitos já ultrapassa os 17 mil, e uma nas Filipinas . Ao redor do mundo, já foram registrados 148 casos suspeitos em diversos países.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários