Durante um encontro com investidores na última sexta-feira (31), o presidente do Equador Lenín Moreno fez uma declaração considerada machista, dizendo que mulheres só reclamam de assédio de homens feios. 

Leia também: Com agenda cheia de MPs, Congresso retoma trabalhos nesta segunda-feira

Presidente do Equador, Lenín Moreno, em assembleia das Nações Unidas
shutterstock
Presidente do Equador, Lenín Moreno, em assembleia das Nações Unidas


Em seu discurso, ele afirmou que os homens são constantemente sujeitos a acusações de assédio, e que, em geral, são denunciados quando são feios. “Isso quer dizer que o assédio é quando se trata de uma pessoa feia, mas se a pessoa é bem apresentada de acordo com os padrões, ela geralmente não pensa necessariamente que é um assédio”, finalizou na reunião. 

Leia também: PF não vê indícios de participação de Flávio Bolsonaro em dois crimes

Após críticas da população e a repercussão de suas falas, o presidente foi as redes sociais para pedir desculpas, negando que estivesse minimizando a violência e abuso . “Peço desculpas se foi entendido dessa maneira. Rejeito a violência contra as mulheres em todas as suas formas!”, disse no Twitter. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários