Visão aérea de Elazig, cidade onde ocorreu o terremoto arrow-options
Ercan Karakas
Elazig cidade onde ocorreu o terremoto

O número de mortos do forte terremoto que atingiu nesta sexta-feira (24) a província de Elazig , no leste da Turquia, saltou para mais de 20, segundo balanço das autoridades do país.

Em uma entrevista coletiva realizada neste sábado (25), o ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, informou que 18 pessoas foram encontradas mortas em Elazig , já outras quatro em Malatya.

Ainda segundo Soylu, as equipes de emergência retiraram cerca de 39 pessoas dos escombros de um prédio. Entretanto, o político acrescentou que outras 22 seguem presas.

Já de acordo com o ministro da Saúde do país, Fahrettin Koca, cerca de 1.030 pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas em decorrência do terremoto. No entanto, esse número poderá aumentar nas próximas horas.

Relatórios preliminares sobre o terremoto indicam que o tremor durou pelo menos 40 segundos. O ministro do Meio Ambiente e Urbanização da Turquia , Murat Kurum, acrescentou que cinco prédios entraram em colapso em Elazig, além de ter causado sérios danos em outras estruturas da região.

Segundo o observatório sismológico de Kandilli em Instambul, o epicentro do sismo foi registrado a 10 km de profundidade e teve magnitude 6,8.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o tremor também foi sentido na Síria, na Geórgia, na Armênia, no Líbano e no Iraque.

Leia também: Ondas gigantes assustam moradores de Maiorca e viralizam nas redes; veja vídeos

De acordo com a agência Tass , o presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou um telegrama ao seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, expressando suas mais profundas condolências pelas mortes e danos causados pelo terremoto .

    Veja Também

      Mostrar mais