Procurador dos EUA diz que ação contra Soleimani foi legítima
Shane T. McCoy / US Marshals
Procurador dos EUA diz que ação contra Soleimani foi legítima

O procurador-geral dos Estados Unidos , William Barr, disse nesta segunda-feira (13) que a ofensiva que matou o general iraniano Qassem Soleimani foi "um ato legítimo de auto-defesa".

Durante coletiva de imprensa, Barr ressaltou que o presidente Donald Trump agiu claramente com autoridade e que o comandante da Força Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã , era um "alvo militar legítimo".

Leia também: Relembre casos de aviões civis abatidos por engano 

O procurador ainda confirmou que a Casa Branca chegou a consultar o Departamento de Justiça antes do ataque contra aeroporto de Bagdá , no Iraque. Além de matar Soleimani, a operação desencadeou uma crise entre os Estados Unidos e o Irã, que lançou mísseis contra bases americanas no território iraquiano.

Hoje, inclusive, Trump afirmou que Soleimani supostamente planejava um ataque "iminente", mas isso não importava diante de "seu passado horrível".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários