Tamanho do texto

Asta Juskauskiene, de 35 anos, foi condenada por conspiração para assassinato depois de forçar briga que resultou na morte do ex-marido

A lituânia Asta Juskauskiene, de 35 anos, foi condenada por conspiração para assassinato por forçar seu ex-marido e seu amante a "lutarem" por ela. 

Leia também: Mulher perde controle de carro, invade restaurante e fere criança de 7 anos

bruga arrow-options
Reprodução
Mulher é condenada por forçar luta entre ex-marido e amante


O caso aconteceu em 2018, quando Asta se divorciou do marido, Giedruis, para ficar com o amante, que a lituânia conheceu após o jovem sair da prisão. Eles começaram a namorar, mas ela ainda tinha relações sexuais com o ex.

Leia também: Descarga elétrica mata mulher que usava celular na tomada durante queda de raio

Ela resolveu criar uma espécie de "duelo medieval" - que só terminaria com morte - entre os homens, que aceitaram o desafio. Em junho de 2019, eles se encontraram em um beco na cidade de Stratford e começaram uma batalha que resultou na morte do ex-marido, esfaqueado mais de 30 vezes por Mantas.

Leia também: Homem não aceita o fim do namoro e arranca ponta do nariz de mulher com mordida

Após o crime, Asta ajudou Mantas na exclusão de mensagens e arquivos que o encriminavam, mas os dois form presos. Inicialmente a  lituânia foi condenada por conspiração para assassinato, mas ambos conhecerão  a sentença final no mês que vem e o rapaz pode receber prisão perpétua.