homem de perfil
Presidência da República
Governo disse que gastos de Bolsonaro sriam confidenciais

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quarta-feira (11) a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 16 anos. Bolsonaro utilizou novamente o termo "pirralha" para se referir a Greta e disse que ela fala "qualquer besteira" e ganha repercussão. A declaração ocorreu horas antes de Greta ser anunciada personalidade do ano pela revista "Time".

"Uma pirralha de 16 anos fala qualquer besteira lá fora, qualquer besteira, falou pronto, para dar porrada no Brasil o pessoal da destaque. Ela, inclusive acusou agora os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. Ninguém sabe a causa ainda", disse Bolsonaro , na saída do Palácio da Alvorada.

Leia também: Greta Thunberg é eleita 'Personalidade do Ano' pela revista Time 

Bolsonaro criticou Greta pela primeira vez na terça-feira, ao ser questionado sobre a morte de dois indígenas guajajara no Maranhão . A ativista havia protestado contra a morte, dizendo que eles "foram assassinados por tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal". Após a declaração de Bolsonaro, Greta mudou sua descrição no Twitter para "pirralha".

Nesta quarta, o presidente falou de Greta quando comentava o caso de quatro brigadistas presos, e posteriormente soltos, em Alter do Chão, no Pará , acusados de atear fogo na floresta. Para Bolsonaro, a Polícia Civil fez um "bom trabalho".

Leia também: Greta provoca Bolsonaro com descrição de 'pirralha' no Twitter 

"Impressionante o trabalho, no meu entender, bastante objetivo. Pegou o pessoal que ganhava dinheiro de ONGs para tocar fogo no Brasil e a imprensa em grande parte defendendo agora esses quatro caras que foram presos e foram postos em liberdade", disse, acrescentando: "Parabéns (à polícia), bom trabalho. Não é indício, (são) provas. Quando falei lá atrás que deveria, poderia ter dinheiro de ONG, esculhambaram aqui".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários