Tamanho do texto

Motivo da ida do ex-presidente Evo Morales ao país é visita à equipe médica que o acompanha há anos. Segundo jornal, Morales estuda se mudar para Argentina após posse de Alberto Fernández no meio de dezembro

homem segurando bandeira arrow-options
Reprodução/Twitter
Ex-presidente boliviano já viajou para o México

O ex-presidente da Bolívia Evo Morales deixou o México , país no qual vive como exilado político desde que renunciou no mês de novembro, para visitar Cuba na sexta-feira (6).

Segundo a agência Reuters , Evo saiu do país em voo comercial de forma temporária para uma consulta médica com equipe que o tratou de um nódulo na garganta no ano de 2017. Outros procedimentos, como a operação de um desvio de septo e de problema no joelho também já foram tratados anteriormente pela mesma equipe.

Leia também: Auditoria da OEA vê manipulação dolosa nas eleições da Bolívia

Após a ida para Cuba, Morales estuda se mudar para a Argentina. No país, ele teria mais proximidade da Bolívia e conseguiria articular com mais facilidade reuniões políticas. O boliviano teria estudado também a possibilidade de participar da posse do novo presidente, Alberto Fernández, mas a equipe do kirchnerista alegou que não conseguiria fornecer segurança suficiente para ele na ocasião.

O único obstáculo que impede a mudança de Evo Morales para a Argentina, segundo o jornal El País, são as preocupações envolvendo a segurança do político. No México, ele passou maior parte do tempo em uma base militar, se mudando para uma casa apenas recentemente.