Dentista
Reprodução
Segundo investigadores, homem chegou a brincar sobre o fato em grupo de WhatsApp

Nesta sexta-feira (6), a corte da cidade de Anchorage, no estado do Alasca (EUA), dará prosseguimento ao julgamento de um dentista que foi acusado de fraude e más práticas após ser flagrado extraindo o dente de uma paciente enquanto se equilibrava em um hoverboard.

Leia também: PM toca partes íntimas de mulher durante abordagem; veja vídeo

Segundo informações da CNN, tudo começou quando Veronica Wilhelm foi contactada pela polícia para confirmar se era a pessoa que aparecia em um vídeo gravado durante um procedimento dental no consultório de Seth Lookhart. Foi neste momento que ela descobriu que a extração que realizou em julho de 2016 fora gravada e que seu dentista havia utilizado um hoverboard durante o processo.

Nas imagens, ele aparece em cima do veículo enquanto realiza a extração. Após concluir o processo, ele deixa a sala, retira as luvas e joga os braços para o alto enquanto avança pelo corredor da clínica, em um movimento de comemoração pelo trabalho realizado.

De acordo com o processo apresentado pelo estado do Alasca em abril de 2017, Lookhart enviou as imagens feitas no consultório para diversos grupos de WhatsApp e ainda fez piada com a situação: "novo padrão de atendimento".

Na quarta-feira (4), quando o julgamento teve início, Veronica confirmou que não sabia da existência de uma câmera no consultório e que não foi informada sobre a gravação, garantindo que jamais permitira tal situação se fosse informada.

"Com certeza eu teria dito que não, pois isso é absurdamente antiprofissional e sem sentido. Não tenho nenhuma crítica sobre o serviço, mas acho que a forma como foi feito demonstra falta de profissionalismo e um narcisismo vergonhoso. Eu o perdoo, pois acredito que essa será uma grande lição para a vida", afirmou ela.

Leia também: Turista iraniano morre atropelado após cair de patinete em Copabacana

Já o advogado de Lookhart, que responde por outros crimes e teve a licença para atuar como dentista cassada em 2017, lamentou o ocorrido: gostaria de pedir desculpas em nome dele. É uma atitude inaceitável e quero ressaltar que, quando concordei em representá-lo, fiz questão de deixar clara a minha opinião sobre o caso", afirmou Paul Stockler.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários