Atual presidente da Bolívia, Evo Morales tenta quarto mandato
Reprodução/Twitter/evoespueblo
Atual presidente da Bolívia, Evo Morales tenta quarto mandato

Com a contagem de votos paralisada desde a noite de domingo (20), a Bolívia aguarda  definição sobre provável segundo turno na eleição presidencial entre o atual mandatário, Evo Morales , que tenta um polêmico quarto mandato, e o opositor Carlos Mesa . Até a última atualização feita pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da Bolívia, com 83,76% das urnas apuradas, Morales tem 45,28% dos votos, contra 38,16% do ex-presidente Mesa, da aliança de centro Comunidade Cidadã.

Até o início da manhã desta segunda o TSE boliviano ainda não tinha dado explicações sobre a interrupção na transmissão dos resultados preliminares da votação, como pedido pela Organização dos Estados Americanos (OEA), que fiscaliza as eleições na Bolívia .

“A missão de observação eleitoral da OEA segue acompanhando com rigor o processo eleitoral na Bolívia. É fundamental que o TSE explique porque interrompeu a transmissão dos resultados preliminares e que o processo de publicação da computação dos dados ocorra de maneira fluida”, informou a OEA em sua conta no Twitter.

O governo brasileiro também demostrou preocupação com a paralisação na contagem dos votos na Bolívia . Em sua conta no Twitter, o Itamaraty afirmou que o “Brasil espera que o processo de apuração tenha continuidade dentro das regras estabelecidas, com transparência e lisura”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários