Protestos em todo o mundo questionam ataque turco contra os curdos
Reprodução/Kurdish Solidarity Campaign
Protestos em todo o mundo questionam ataque turco contra os curdos

A ofensiva militar da Turquia contra os curdos que vivem no nordeste da Síria já gerou mais de 275 mil deslocados internos, segundo números divulgados nesta terça-feira (15) pelo governo de Rojava, a zona de administração autônoma controlada pelos curdos no país árabe.

Leia também: Portugal desmantela organização que facilitava entrada de imigrantes

De acordo com um comunicado, a cifra de pessoas obrigadas a fugir de casa inclui 70 mil menores de idade e diz respeito sobretudo a algumas áreas das províncias setentrionais de Raqqa e Hasakah.

Segundo as autoridades de Rojava, há muitos deslocados dormindo na rua ou em escolas por causa da falta de assistência humanitária, já que a maior parte das organizações internacionais deixou a região.

O governo local ainda apelou às Nações Unidas, à Liga Árabe e à União Europeia para que intervenham "imediatamente" para fornecer apoio médico e logístico aos curdos. A ofensiva turca começou na última quarta-feira (9), após os Estados Unidos terem anunciado a retirada de suas tropas do nordeste da Síria.

Leia também: Sobe para 66 o número de mortos após passagem do tufão Hagibis pelo Japão

O objetivo de Ancara é encerrar o domínio dos curdos na fronteira entre os dois países e enviar milhões de refugiados sírios para a região.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários