Tamanho do texto

Asim Omar foi morto em uma operação apoiada pelos Estados Unidos

Asim Omar arrow-options
Reprodução
Asim Omar, um dos líderes da Al-Qaeda

O Afeganistão anunciou ter matado um dos líderes da Al-Qaeda em uma operação apoiada pelos Estados Unidos, cujo objetivo era ajudar a enfraquecer bases de terroristas no país.

Leia também: Ataque diante de sinagoga na Alemanha deixa pelo menos dois mortos

Por meio de um comunicado, o Diretório Nacional de Segurança declarou que Asim Omar foi morto no dia 23 de setembro, na província de Helmand, no sul do Afeganistão. Ele era o chefe da Al-Qaeda no sul da Ásia.

Segundo o anúncio, a operação foi conduzida em uma base do grupo militante Talibã. Contudo, os vínculos entre a Al-Qaeda e o Talibã não foram explicados.

Omar teria assumido o posto por indicação do líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri. Acredita-se que o chefe morto pelas autoridades tenha reforçado as atividades internacionais do grupo na Índia, Paquistão, Bangladesh e Mianmar.