Tamanho do texto

Casa Branca fez o anúncio após uma conversa entre Trump e Endorgan

Donald Trump arrow-options
Divulgação/Official White House/Shealah Craighead
Donald Trump

Os Estados Unidos disseram que, sem o envolvimento das forças militares norte-americanas, a Turquia planeja lançar uma operação militar iminente contra os combatentes curdos no norte da Síria.

Leia também: Premier francês diz 'não ser contra' sistema de cotas de imigração

A Casa Branca fez o anúncio após uma conversa telefônica entre os presidentes dos EUA , Donald Trump, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, no domingo (6).

Foi anunciado que as forças militares dos EUA não permanecerão mais no norte da Síria agora que o grupo Estado Islâmico foi considerado derrotado.

O norte da Síria está efetivamente sob o controle dos combatentes curdos que, junto com os Estados Unidos, lutaram contra o grupo Estado Islâmico.

Entretanto, Erdogan considera os curdos sírios terroristas que têm relações com os curdos separatistas na Turquia . Ele tem procurado estabelecer uma “zona segura” no norte da Síria para separá-los de seu país.

Leia também: Exército do Iraque admite uso de força excessiva para reprimir manifestações

Nesta segunda-feira (7), um porta-voz das Forças Democráticas Sírias Curdas disse que as forças dos EUA estão se retirando da fronteira e não cumprindo com suas responsabilidades. O porta-voz também disse que as Forças Democráticas Sírias Curdas estão determinadas a proteger a área.