Tamanho do texto

Paralisação das atividades foi criticada por lideranças contrárias ao governo, que enxergam a medida como uma forma de limitar a atuação dos deputados

Boris Johnson arrow-options
Reprodução/Instagram Boris Johnson
Medida anunciada por Boris Johnson visa viabilizar saída do Reino Unido do bloco europeu até 31 de outubro.

A suspensão do Parlamento Britânico terá início na noite desta segunda-feira. A medida anunciada por Boris Johnson visa facilitar o Brexit sem acordo de transição. Antes da interrupção das atividades, os deputados deverão rejitar uma nova moção para eleições gerais e criarão mais obstáculos para as políticas de Johnson em relação ao Brexit .

Leia também: Mourão diz que presidente chinês virá ao Brasil em novembro 

De acordo com a ordem assinada pela rainha, o fechamento do parlamento deveria começar entre os dias 9 e 14 de setembro e se estenderia até 14 de outubro. A possível paralisação das atividades foi criticada pelas lideranças contrárias ao governo, que enxergam a medida como uma tentativa de limitar o papel dos parlamentares em um momento importante para o Reino Unido .

Segundo o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, a suspensão é uma “desgraça”, pois o Parlamento deveria estar operando para supervisionar as ações do governo. A líder trabalhista na Câmara dos Comuns, Hillary Penn, disse ser “extraordinário” que Johnson paralisasse as atividades durante um mês em que os deputados deveriam fiscalizar o governo.

A suspensão do Parlamento por cinco semanas é a maior desde 1945. Ela foi solicitada no dia 28 de julho por Johnson em uma tentativa de cumprir sua promessa de tirar o Reino Unido do bloco europeu até 31 de outubro.