Tamanho do texto

Cerca de US$ 2,5 bilhões liberados nesta sexta-feira estavam no orçamento do Pentágono; governo Trump quer obter cerca de US$ 8 bilhões para a construção da barreira na fronteira com o México

Suprema Corte dos EUA arrow-options
USA
Suprema Corte dos EUA libera uso de verbas militares para a construção de muro na fronteira com o México


A Suprema Corte dos EUA deu sinal verde para que o governo Trump use US$ 2,5 bilhões do orçamento do Pentágono para financiar a construção de parte do muro na fronteira com o México. A decisão foi aprovada por 5 votos a 4, colocando fim a pelo menos parte da briga judicial pela liberação dos fundos.

 Leia também: Pedido para Eduardo Bolsonaro ser embaixador dos EUA já está em Washington

O impasse se arrasta desde fevereiro, quando o Congresso dos EUA se recusou a aprovar um financiamento de US$ 5,7 bilhões para a construção do muro. As atividades do governo federal chegaram a ficar paralisadas por 35 dias, uma situação resolvida apenas depois de acordo entre democratas e republicanos, que destinaram US$ 1,3 bilhão para as obras.

Trump , então, declarou emergência naciona l, tentando obter US$ 6 bilhões em fundos adicionais de outros departamentos, como a Defesa, algo que poderia gerar até US$ 8 bilhões em verbas para o muro. Em resposta, grupos de defesa dos direitos civis entraram com ações na justiça para impedir a operação, conquistando algumas vitórias em tribunais inferiores.

Vale ressaltar que a decisão desta sexta-feira diz respeito apenas aos fundos do Pentágono, cerca de US$ 2,5 bilhões. O restante do dinheiro segue bloqueado até que a justiça emita uma opinião. Segundo o governo dos EUA , a verba será usada para construir cerca de 160 km de barreiras.