Tamanho do texto

Sophia Benning, 24, sofria de depressão e comprou o estimulante na internet após postar mensagens dizendo que iria se matar. Médico disse que nunca viu um caso semelhante ao da jovem

IstoÉ

Universitária morre após tomar doses letais de cafeína arrow-options
Reprodução/Facebook
Sophia Benning, 24, morreu após tomar dose letal de cafeína.

Uma jovem universitária de 24 anos se matou com uma dose letal de cafeína . Ela foi encontrada morta em sua acomodação, na Universidade de Salford, na Inglaterra, no dia 19 de março do ano passado. As informações são do Daily Mail.

Leia também: Homem procurado pela polícia não gosta de foto divulgada e sugere outra

Sophia Bennin g sofria de depressão e comprou um estimulante na internet após postar diversas mensagens na internet dizendo que queria se matar. De acordo com as investigações, ela tomou três grandes doses de cafeína com o intuito de se matar .

“Eu estou cansada de colocar um sorriso falso no rosto enquanto estou emocionalmente morrendo”, escreveu a jovem em uma carta.

O estimulante comprado por Sophia não tinha indicação sobre a dose recomendada e nem sobre os problemas causados por uso excessivo.

Leia também: Vídeo: por ciúmes, mulher agride o namorado com notebook em avião nos EUA

“Isso afeta o sistema nervoso central, pode causar irritabilidade, psicose e afetar o coração, causando taquicardia”, disse o médico Usha Chandran, que disse que nunca ter visto um caso semelhante.