Tamanho do texto

Mais de US$ 95 mil (cerca de R$ 350 mil) roubados de fiéis foram encontrados em posse do sacerdote da igreja de Santa Rosa, na Califórnia

Padre Oscar confessou fazer parte de esquema que roubava dinheiro de fiéis arrow-options
Paróquia da Ressureição - Santa Rosa / Reprodução
Padre confessou fazer parte de esquema que roubava dinheiro de fiéis

Um padre da arquidiocese de Santa Rosa, na Califórnia, foi suspenso de atividades sacerdotais após sofrer um acidente de carro e ser encontrado, ferido, com dinheiro roubado de fiéis.

Segundo o canal norte-americano Fox News, o padre Oscar Alejandro Diaz, de 56 anos, quebrou o quadril em uma colisão e, ao ser levado para o hospital, foi perguntado pelos paramédicos se precisava que algo do veículo fosse transportado com ele. O padre disse que precisava de bolsas que continham o seu “salário”.

Leia também: Padre encontra R$ 160 mil em confessionário após confundir dinheiro com bomba

Nas bolsas com o “ salário ” do padre, foram encontrados US$ 18 mil (equivalente a R$ 67 mil). “Como o volume de dinheiro era muito grande, a polícia foi contatada no mesmo dia do acidente, quando um funcionário, que estava desconfortável com a quantidade de dinheiro trazida ao hospital junto com o padre, chamou a polícia”, afirmou memorando enviado pelo bispo Robert Vasa à imprensa. 

Desconfiado, o bispo decidiu visitar a paróquia comandada por Oscar , que exercia a função de padre desde 1994. Lá, ele encontrou mais US$ 10 mil (cerca de R$ 35 mil). Dentro da casa paroquial onde o padre vivia, foi encontrado mais dinheiro, somando mais de US$ 95 mil (cerca de R$ 350 mil).  

Leia também: Fugitivos deixam pedido de desculpas a padre após banho em igreja no Paraná 

O padre foi confrontado e confessou que roubou o dinheiro que os fiéis deixavam para ajudar a igreja. "A total extensão do roubo ainda não é conhecida e talvez nunca seja completamente descoberta, mas a Arquidiocese está comprometida em determinar a extensão do roubo nessa e em outras paróquias", afirmou a nota. 

Acusações oficiais não foram prestadas na polícia por serem consideradas desafiantes aos protocolos da igreja . O padre foi suspenso, mas o seu futuro ainda é incerto.