Tamanho do texto

O MSC Opera não conseguiu parar antes de chegar ao porto e acabou colidindo com o cais e outro barco menor que estava no local

Um navio de cruzeiro perdeu o controle na manhã deste domingo (02) e atingiu a doca de San Basilio, em Veneza, na Itália. O navio MSC Opera não conseguiu parar a tempo e bateu no cais, bem como um barco menor que estava parado na doca.

Leia também: Vai fazer um cruzeiro? 5 dicas de boas práticas de planejamento para a viagem

navio invade cais
Reprodução
Navio de cruzeiro bateu em doca em Veneza na Itália. Cinco pessoas ficaram feridas

De acordo com a imprensa local, ao menos cinco pessoas ficaram levemente feridas. O navio de cruzeiro estava no canal de Giudecca, dentro da lagoa de Veneza . Turistas que estavam próximos ao local filmaram o momento em que a embarcação chega desgovernada, causando alvoroço nas pessoas que tentavam se afastar do acidente.

Leia também: Cruzeiros: tudo o que você precisa saber antes de embarcar

A empresa que faz o reboque na região informou que o navio de cruzeiro teve um problema mecânico, que foi reportado imediatamente pelo capitão. Dois rebocadores ainda tentaram parar a embarcação e impedir o acidente , mas um dos cabos quebrou, cortado pelo impacto do barco contra a água.

O prefeito de Veneza, Luigi Brugnaro, está no local do acidente e se pronunciou em sua conta no Twitter. "Acidente no porto de Veneza. Navio contra o cais em San Basilio. Estamos no local junto com a polícia e veículos de emergência", escreveu.

Ainda na rede social, Brugnaro informou também aos cidadãos que a regata marcada para este domingo foi cancelada. "Neste momento devemos dar prioridade aos meios de resgate".

"O incidente de hoje no porto de Veneza mostra que grandes navios não devem mais passar por Giudecca . Depois de tantos anos de inércia, estamos finalmente perto de uma solução definitiva para proteger tanto a lagoa quanto o turismo", ressaltou o ministro de Infraestrutura e Transportes da Itália, Danilo Toninelli.

Leia também: Cruzeiro fluvial x cruzeiro marítimo: entenda as diferenças entre essas viagens

Já o ministro dos Bens Culturais afirmou que é justamente para evitar acidentes com navios de cruzeiros que sua pasta, há alguns meses, colocou uma restrição em três canais de Veneza e está "trabalhando duro" para expandir seu projeto para "salvaguardar o ambiente e a segurança dos cidadãos e turistas". 

*Com informações da ANSA