Tamanho do texto

Hitler, Stalin e Mussolini já chegaram a ter seus nomes na lista de indicados para levar o Prêmio Nobel da Paz, mas nenhum deles venceu efetivamente

Benito Mussolini, Josef Stalin e Adolf Hitler têm em comum a indicação para o prêmio Nobel da Paz; mas nenhum ganhou
Divulgação/Wikimedia Commons
Benito Mussolini, Josef Stalin e Adolf Hitler têm em comum a indicação para o prêmio Nobel da Paz; mas nenhum ganhou

Em 2018, devido à reaproximação das Coreias, os nomes dos presidentes norte-americano Donald Trump, sul-coreano Moon Jae-in e do líder norte-coreano Kim Jong-un foram cogitados diversas vezes como os de possíveis ganhadores do Prêmio Nobel da Paz. No entanto, depois de 331 nomes oficialmente citados na lista de indicados, apenas dois ganharam a honraria :  o ginecologista Denis Mukwege e a ativista Nadia Murad. 

Considerado um dos maiores e mais renomados prêmios que podem ser entregues a uma figura pública, o Nobel da Paz possui um histórico – dado o exemplo da edição do ano passado, – extremamente amplo de indicações. E, muitas vezes, tais indicações perdem ainda mais o sentido com o decorrer dos anos e a assimilação da história. 

Atualmente, nomes como Adolf Hitler , Josef Stalin ou Benito Mussolini são sinônimos dos crimes mais cruéis já cometidos contra a humanidade. No entanto, os três têm algo curioso em comum: todos tiveram os seus nomes propostos à Academia Nórdica para receber o Nobel que premia ações relacionadas à promoção da paz. Nenhum dos três recebeu efetivamente o prêmio, mas todos entraram na lista dos indicados. 

Nesta quarta-feira (6), o nome de Stalin apareceu entre os termos mais citados no Twitter, ranqueando entre os Trending Topics da rede social. O motivo? Um youtuber ter afirmado que o político soviético teria recebido duas vezes a honraria do Nobel. Por tal afirmação ser enganosa, muitos internautas reagiram ao vídeo, com piadas e críticas àqueles que acreditaram na mais nova fake news da internet. 

Leia também: Conheça 20 dos vencedores do Nobel da Paz

Porém, é notável que Stalin chegou a ser indicado duas vezes ao prêmio, em 1945 e 1948. Na época, seu nome foi citado devido aos seus esforços para dar fim à Segunda Guerra Mundial. No entanto, pesavam sobre sua indicação as gravíssimas acusações de violações constantes dos direitos humanos e a morte de milhões de civis durante seu governo. No fim, ele não recebeu o prêmio nenhuma das vezes que foi indicado.

Anos antes, em 1938, Hitler também teve o seu nome citado na Academia Sueca , antes dele promover os horrores da Segunda Guerra e do holocausto. No entanto, a sua nomeação foi cancelada em fevereiro de 1939. Já em 1935, Mussolini foi indicado ao prêmio Nobel por representantes do corpo docente da Universidade de Giessen, na Alemanha. Mas ele também não levou o prêmio para casa.

Leia também: Jornal francês estampa rosto de Lula e faz campanha por Nobel da Paz ao petista

Como visto no exemplo do ano passado, ser indicado para o prêmio Nobel da Paz é muito diferente de efetivamente recebê-lo. Para 2019, o nome do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva está na lista dos indicados à honraria. No entanto, cabe apenas à Academia Nórdica, da Suécia, avaliar se, entre os indicados, ele será um concorrente notório ou mais alguém que ficará na lista dos que foram, uma vez, cotados para receber o prêmio. 

    Leia tudo sobre: lula