Tamanho do texto

Auckland, na Nova Zelândia, foi a primeira capital a receber o ano de 2019, que já chegou no Reino de Tonga e em partes da Austrália, incluindo Sidney

Austrália, Nova Zelândia e Tonga foram os primeiros países a comemorarem o Ano-Novo
Divulgação/CityofSidney
Austrália, Nova Zelândia e Tonga foram os primeiros países a comemorarem o Ano-Novo

O Ano-Novo já chegou à Nova Zelândia, ao Reino de Tonga e em boa parte da Austrália. Sidney, uma das cidades mais populosas do país, fez uma grande festa com fogos de artíficos e show ao vivo. Outras ilhas e atóis na Oceânia também já estão em 2019.

Leia também: Organização fecha últimos detalhes da festa da posse de Jair Bolsonaro

O Ano-Novo também já chegou em algumas regiões do nordeste da Rússia e em países como Ilhas Salomão, Papua-Nova Guiné e em algumas partes da Antártida.

Os próximos da lista são o restante da Austrália, incluindo a capital Camberra e países asiáticos. Japão, Coreia do Sul e Coreia do Norte entram em 2019 às 13h no horário de Brasília. Uma hora depois, será a vez da China.

Ao cair da tarde, o restante da Rússia e e outros países da Ásia e do Oriente Médio também vão entrar em 2019. Durante a noite, ainda antes do Brasil , toda a Europa também vai celebrar a chegada de mais um ano.

Uma hora depois do horário de Brasília e junto com alguns estados brasileiros, nossos vizinhos chilenos, uruguaios e argentinos vão celebrar a passagem de ano. Ao cair da madrugada, será a vez da América do Norte fazer a passagem.

Os últimos a celebrar a chegada de 2019 são as ilhas na Polinésia como o Havaí, a Samoa Americana e as Ilhas Baker, que só comemoraram o Ano-Novo na manhã desta terça-feira (1º), segundo o horário de Brasília.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas