Tamanho do texto

"Não é questão de 'se', é de 'quando'", indicou o premiê israelense; iniciativa, porém, é tida pelos árabes como uma provocação e pode prejudicar ao Brasil

Fernando Frazão/Agência Brasil
"Bolsonaro me disse: 'Vou mudar a embaixada para Jerusalém", revelou Benjamin Netanyahu, premiê de Israel

Neste domingo (30), durante um encontro com a comunidade judaica no Rio de Janeiro, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) garantiu que a embaixada brasileira no país será transferida para Jerusalém.

Leia também: Premiê de Israel confirma encontro com Bolsonaro em "visita histórica" ao Brasil

"Não é questão de 'se', é de 'quando'", afirmou o premiê, que deve comparecer à cerimônia de posse do novo presidente no dia 1º de janeiro de 2019. "Bolsonaro me disse: 'Vou mudar a embaixada para Jerusalém ".

Hoje, a embaixada do Brasil em Israel está localizada na cidade de Tel Aviv, internacionalmente reconhecida como a capital do país. Há mais de 100 anos, árabes e judeus travam uma intensa batalha para assumir Jerusalém como a capital da Palestina e de Israel, respectivamente.

A transferência da embaixada é um movimento que pode ser interpretado como o reconhecimento, por parte do Brasil, de que Jerusalém é a capital de Israel, e não da Palestina – uma decisão considerada polêmica e que pode até ser prejudicial ao País. Pelos países árabes, a iniciativa é tida como uma provocação .

No último dia 14, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defendeu que o Brasil permaneça isento nessa disputa. Para Maggi, a manutenção do mercado árabe é essencial para o agronegócio, que correspondeu a 23,5% do PIB (Produto Interno Bruto) do País em 2017. Hoje, quase metade de todas as exportações de frango do Brasil são destinadas ao Oriente Médio.

Promessa de campanha

Durante a corrida presidencial, Bolsonaro garantiu que mudaria a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém
Rafael Carvalho/Governo de Transição
Durante a corrida presidencial, Bolsonaro garantiu que mudaria a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém

Durante a corrida presidencial, em diversas oportunidades, Bolsonaro garantiu que mudaria a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém. Ontem (29), contudo, o presidente eleito divulgou uma entrevista concedida ao pastor Silas Daniel em que diz que ainda está "avaliando a transferência". O vídeo foi publicado em sua conta oficial no Twitter.





Leia também: Maduro diz que Venezuela não terá Bolsonaro e ataca Mourão: "Louco da cabeça"

Sobre a mudança, Netanyahu ainda descartou qualquer risco de terrorismo para os países que, como o Brasil, querem fazer o mesmo, citando os Estados Unidos como exemplo. "Um ano após a mudança dos Estados Unidos, não tivemos nenhum caso [de terrorismo] por causa da transferência da embaixada para Jerusalém . A mudança não representa riscos", garantiu o premiê.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas