undefined
Reprodução/CNN
Polícia afirmou que número de mortos após tufão pode aumentar por causa de deslizamento de terra na ilha de Luzon

O número de mortos após a passagem do tufão Mangkhut, nas Filipinas, subiu para 74 nesta terça-feira (18). Autoridades locais informaram que a quantia de vítimas fatais pode ser ainda maior, uma vez que as equipes de resgate continuam fazendo buscas por dezenas de pessoas soterradas em uma mina abandonada por causa de deslizamentos de terra.

Leia também: Tufão chega a Hong Kong, Macau e sul da China após fazer 40 mortos nas Filipinas

Os últimos dados divulgados pelos oficiais da Polícia Nacional apontaram que, desde a passagem do maior tufão da temporada, que começou por volta da 1h40 da madrugada do último sábado (15) no horário local (cerca de 12h da sexta-feira, em Brasília), há ainda 55 desaparecidos e 74 feridos no norte da ilha de Luzon.

A equipe de resgate afirmou que a maioria das vítimas foi registrada na cidade de Itogon, província de Benguet, onde as inundações e os deslizamentos de terra foram intensos, soterrando uma mina de ouro e quatro abrigos onde alguns mineiros e suas famílias viviam de forma ilegal.

O prefeito de Itogon, Vitorio Palangdan, disse à mídia local que “aproximadamente 39 mortes foram confirmadas e que 65 pessoas permanecem desaparecidas, provavelmente soterradas a 300 metros de profundidade”. Ele ainda acrescentou que, antes da tempestade chegar, a polícia foi até a mina retirar as famílias de lá, porém as pessoas se recusaram a deixar a área.

Leia também: Tempestade mais forte de 2018, tufão Mangkhut já faz dois mortos nas Filipinas

Medidas emergenciais e auxílio a famílias afetadas pelo tufão

undefined
Reprodução/Twitter Jim Edds
O supertufão Mangkhut tem força de um furacão de categoria 5, e deve atingir as Filipinas no último sábado (15)

O presidente Rodrigo Duterte visitou as famílias em Itogon na segunda-feira (17) e entregou um cheque de 45 mil pesos filipinos, o equivalente a R$ 3 mil, a cada uma delas, além de fornecer material para necessidades básicas e ajudar nos processos funerários das vítimas fatais do fenômeno.

Três dias após a passagem do Mangkhut, mais de 20 mil pessoas permaneceram deslocadas de suas casas, enquanto cerca de 590 mil pessoas foram afetadas pela tempestade . Segundo o jornal The Khaleej Times , atualmente, as províncias de Abra, Benguet, Cagayan e Ilocos Norte foram declaradas em estado de emergência.

Leia também: Passa de 30 o número de mortos após depressão tropical Florence nos EUA

Também por causa dos deslizamentos de terra causados pelo tufão Mangkhut, o Departamento de Meio Ambiente anunciou a proibição das atividades de mineração ilegal em pequena escala em toda a região administrativa de Cordillera, onde Itogon está localizada.

*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários