Tamanho do texto

Ariano Ramin Parsa era uma das 103 pessoas que estavam abordo do voo da Aeroméxico; rajada de vento causou uma descida repentina da aeronave

Acidente no México foi provocado por uma rajada de vento que causou uma descida repentina do avião
Reprodução/ Twitter/ @AztecaNoticias
Acidente no México foi provocado por uma rajada de vento que causou uma descida repentina do avião

Um passageiro que estava no avião que sofreu um acidente no México na terça-feira (31) gravou de dentro da aeronave o momento exato da queda. O ariano Ramin Parsa, de 32 anos, era uma das 103 pessoas abordo.

No vídeo é possível perceber que chovia forte no momento da decolagem. Segundo Ramin Parsa, antes do acidente no México , o avião estava balançando antes mesmo do início do voo e sentiu que o clima estava perigoso.


"Pensei que teríamos um atraso até que o tempo melhorasse, mas o piloto começou a decolagem, então pensei que ele sabia o que estava fazendo", contou Parsa ao The Washington Post. “Acho que foi um erro do piloto. Ele não deveria ter decolado”, afirmou.

De acordo com o governador de Durango, José Rosas Aispuro, o avião foi atingido por uma rajada de vento que causou uma descida repentina. Sua asa esquerda tocou o chão e dois motores se quebraram. A maioria dos passageiros foi capaz de se afastar antes de pegar fogo.

Todas as 103 pessoas a bordo do voo da Aeroméxico sobreviveram ao acidente, mas 97 delas estão feridas. O piloto do avião é um dos dois que ficaram gravemente feridos. Ele precisava de uma operação, mas está em condições estáveis. Uma jovem sofreu queimaduras. Muitos outros passageiros tiveram apenas ferimentos "muito leves", disseram autoridades.

Leia também: Avião que caiu no Campo de Marte é retirado da pista em São Paulo

Acidente no México

Avião que sofreu acidente no México pegou fogo após a queda; alguns passageiros foram atingidos pelas chamas
Reprodução/Twitter/ @luizork
Avião que sofreu acidente no México pegou fogo após a queda; alguns passageiros foram atingidos pelas chamas

O avião da companhia Aeroméxico se acidentou próximo ao Aeroporto Guadalupe Victoria, em Durango, na região norte do México, apenas cinco minutos depois de iniciar a decolagem.

O piloto teria abortado a viagem devido ao mau tempo, e a aeronave, depois de deslizar pela pista, teria incendiado. Não é sabido se, em meio a este processo, o avião chegou a deixar o solo.

A empresa proprietária da aeronave confirmou o incidente. A causa do acidente, para a administração do aeroporto, teriam sido as condições meteorológicas. Uma perícia mais apurada, contudo, ainda será conduzida.

Leia também: Avião de pequeno porte cai e deixa quatro feridos no entorno do Distrito Federal

De acordo a Aeroméxico, o acidente no México ocorreu no voo AM 2431, da subsidiária Aeroméxico Connect, com destino à Cidade do México. O voo, que duraria cerca de 1h20, era operado por um Embraer 190 — fabricado no Brasil em 2008. A companhia aérea operava o avião desde 2014, com a matrícula XA-GAL.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.