Para liberar a maconha para uso medicinal, o governo britânico fez uma revisão da lei que proíbe o uso da droga
Reprodução/Shutterstock
Para liberar a maconha para uso medicinal, o governo britânico fez uma revisão da lei que proíbe o uso da droga

O Reino Unido anunciou nesta quinta-feira (26) a decisão de legalizar a maconha para uso medicinal. Os médicos poderão prescrever medicamentos derivados da Cannabis para paciente com “necessidade clínica excepcional”.

O ministro do Interior, Sajid Javid, ressaltou que não há nenhuma previsão de liberar a droga para uso recreativo. Para liberar a maconha para uso medicinal,  o governo britânico fez uma revisão da lei que proíbe o uso da substância no país.

A decisão de Javid foi tomada depois que o diretor médico da Inglaterra, Prof. Dame Sally Davies e o Conselho Consultivo sobre o Uso Indevido de Drogas disseram que pacientes com certas condições médicas deveriam ter acesso aos tratamentos.

O conselho deles foi parte de uma revisão sobre a maconha medicinal lançada pelo secretário do Interior após um protesto sobre o acesso das crianças Billy Caldwell, de 12 anos, e Alfie Dingley, de 6 anos, ao óleo de cannabis. Os pais dos meninos, que têm formas raras de epilepsia , dizem que os medicamentos a base de maconha controlam as convulsões.

Anunciando as mudanças, Javid disse: “Casos recentes envolvendo crianças doentes deixaram claro para mim que nossa posição sobre os medicamentos relacionados à cannabis não era satisfatória”.

O Departamento de Saúde e Assistência Social e a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde desenvolverão agora uma definição clara do que constitui um medicamento derivado da cannabis, para que possam ser prescritos. 

Você viu?

Leia também: Sem álcool, cientistas no Canadá criam primeira cerveja de maconha

A mãe de Billy Caldwell, Charlotte, disse que o anúncio de Javid foi feito no aniversário de 13 anos de seu filho. "Pela primeira vez em meses eu estou sem palavras, só posso dizer 'obrigado Sajid Javid'", disse ela.

"Meu filhinho Billy agora pode viver uma vida normal por causa da simples possibilidade de administrar algumas gotas por dia de uma medicação natural de longa duração, mas totalmente eficaz."

Maconha para uso medicinal e não recreativo

Ministro foi categórico ao descartar a legalização do uso recreativo, apenas a maconha para uso medicinal foi liberada
Creative Commons/Public Domain Pictures
Ministro foi categórico ao descartar a legalização do uso recreativo, apenas a maconha para uso medicinal foi liberada

Durante a divulgação da decisão, o ministro do interior fez questão de ressaltar que não há nenhuma previsão de liberar a maconha para uso recreativocomo é no Canadá e no Uruguai.

"Isso é para ajudar os pacientes com uma necessidade clínica excepcional, mas não é, de forma alguma, um primeiro passo para a legalização da cannabis para uso recreativo".

Quando a revisão da lei foi anunciada, houve relatos de divisões dentro do gabinete sobre a abordagem que deveria ser tomada - com a primeira-ministra, Theresa May, discordando que uma revisão deveria prosseguir. Por isso, Javid foi categórico ao descartar a legalização da droga para uso recreativo, apenas a maconha para uso medicinal foi liberada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários