Homem armado nos EUA, de 28 anos, vinha sendo perseguido por policiais após atirar em duas mulheres em outro local
Reprodução/CNN/Twitter
Homem armado nos EUA, de 28 anos, vinha sendo perseguido por policiais após atirar em duas mulheres em outro local

Um homem armado nos EUA (Estados Unidos) fez reféns em um mercado de Los Angeles nesse sábado (21) após o carro que ele estava dirigindo bater em um poste na frente do local. Cerca de 40 pessoas estavam dentro da Trader Joe no momento, e uma das funcionarias, Melada Corado, foi morta antes do suspeito se entregar à polícia.

Leia também: “Deus, me deixa morrer”, disse mulher que perdeu 9 familiares em naufrágio

O homem armado nos EUA , de 28 anos, vinha sendo perseguido por policiais após atirar em duas mulheres em outro local, de acordo com a CNN. Os policias não informaram as condições em que elas estão, mas o que tudo indica uma delas é avó do atirador , que levou sete tiros e precisou passar por uma cirurgia. O carro em que ele estava, inclusive, é de sua avó.

Após a batida e o homem ter entrada com a arma na loja, muitos clientes conseguiram correr para fora, e logo policiais cercaram o prédio. Ao todo, foram três horas de negociação. Enquanto algumas pessoas eram liberadas com as mãos para cima pela parte da frente, funcionários conseguiram escapar por uma janela nos fundos. Antes de se entregar, o atirador foi ferido no braço esquerdo.

Você viu?

Leia também: Advogado gravou Donald Trump falando sobre suborno a ex-modelo

De acordo com o irmão da vítima, Albert Corado, a mulher que morreu durante o impasse se chamava Melada Corado, e trabalhava no Trader Joe há quase cinco anos. “Ela era a pessoa que eu mais amava no mundo. Ela nunca foi alguém além de si mesma, para melhor ou para pior, era ela mesma”, disse à emissora norte-americana.

Reféns do homem armado nos EUA foram levados ao hospital

Apesar de muitas pessoas terem conseguido sair do mercado, de acordo com o Corpo de Bombeiros, seis pessoas entre 12 e 81 anos precisaram ser levadas ao hospital após o caso. Segundo uma porta-voz, todos estavam em boas condições e sem ferimentos graves.

Leia também: Um dos maiores traficantes de armas do Brasil é condenado nos EUA

Entre o grupo, porém, estava uma mulher de 20 anos que foi tirada de um veículo, e não de dentro da loja. Depois do resgate, foi descoberto que ela era uma das mulheres no tiroteio iniciado inicialmente pelo homem armado nos EUA .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários