Tamanho do texto

Misty Marie Cutburth, de 24 anos, deixou bebê de dez meses dormindo na sala e esqueceu janelas abertas, encontrando-a ‘congelada’; caso ocorreu em 2016 e julgamento está acontecerá ao longo deste mês de junho em Montana

Cutburth esqueceu janelas abertas e filha acabou morrendo de hipotermia; ela pode ser condenada a 10 anos de prisão
Reprodução/Mirror
Cutburth esqueceu janelas abertas e filha acabou morrendo de hipotermia; ela pode ser condenada a 10 anos de prisão

Uma mãe foi presa após sua filha de dez meses morrer de hipotermia nos Estados Unidos. De acordo com informações do Mirror , Misty Marie Cutburth, de 24 anos, deixou a menina Kendall dormindo na sala e esqueceu as janelas abertas, encontrando a menina ‘congelada’ no dia seguinte. O caso ocorreu em 2016 e o julgamento acontecerá ao longo dos próximos meses de junho e julho.

Leia também:Casal usa leão de pelúcia como advogado porque 'Jesus estava incorporado' nele

Um relatório elaborado pela Tribuna de Great Falls, em Montana, aponta que a mulher deixou a criança dormindo na sala, e acabou adormecendo em um cômodo vizinho. Entretanto, esqueceu as janelas abertas, e durante a noite, a temperatura caiu para 0° C, o que fez com que o bebê morresse de hipotermia .

Bebê que morreu de hipotermia era exposto ao uso de metanfetamina

Com as investigações policiais iniciadas em janeiro de 2016, as autoridades descobriram que Kendall havia sido exposta ao “uso crônico” de metanfetamina em suas últimas semanas de vida. As impressões digitais da mãe também foram detectadas em utensílios para o uso da substância escondida no apartamento.

Leia também: "É o meu ex", admite mulher após russo achar crânio no jardim e descobrir crime

Cutburth, que morava com seus dois filhos e o namorado, foi levada ao tribunal. Ela pode cumprir pena de prisão máxima de 10 anos.  Contudo, durante uma audiência realizada esta semana, o júri levantou a possibilidade de a mulher ser absolvida caso seja aceita em um programa de tratamento  para dependentes químicos. 

A pena de Misty foi discutida no mês passado, e o tema será retomado em julho após a resposta oficial do programa. Ela ainda deverá realizar exames médicos na próxima semana, para saber se tem feito uso de substancias ilícitas nos últimos meses.

Leia também: Mãe morre ao ser esfaqueada 17 vezes pelo filho durante briga sobre leite no chá

“Cutburth chorou no tribunal depois de conversar com o detetive. A equipe policial recorda de ter encontrado o bebê na sala do apartamento onde a família vive, e de tê-lo levado para o hospital, onde foi declarado morto por hipotermia . Misty foi quem contatou o socorro e os oficiais. Na semana passada, o juiz Greg Pinski ordenou que Cutburth comparecesse a uma clínica e passasse por uma triagem antes de ser sentenciada. Ela poderá ser absolvida para receber tratamento”, concluiu o detetive Noah Scott.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.