Tamanho do texto

Darren Moses, de 49 anos, admitiu ter pegado rifle de caça a atirado no braço e estômago do filho Ashton, de 21; ele foi condenado a sete anos de prisão

Darren Moses admitiu que deus dois tiros e esfaqueou o filho Ashton após discutirem sobre quem pagaria por uma pizza
Reprodução/South Wales Police
Darren Moses admitiu que deus dois tiros e esfaqueou o filho Ashton após discutirem sobre quem pagaria por uma pizza

Um pai foi preso depois de esfaquear e dar tiros em seu filho durante uma discussão no Reino Unido. De acordo com informações do jornal Metro , Darren Moses, de 49 anos, atacou Ashton Moses, de 21, após uma briga para decidir quem deveria pagar por uma pizza. O caso ocorreu em 21 de outubro do ano passado, e o acusado foi condenado a sete anos de prisão na última semana.

Leia também:'Homem-aranha' imigrante ganha cidadania francesa após salvar criança em Paris

 Na Corte de Swansea Crown, sul do País de Gales, Darren relatou que estava discutindo com a esposa Lynette Lamb pelo pagamento de uma pizza , quando o filho Ashton interferiu a fim de separá-los.  O suspeito afirmou que “durante um surto”, pegou seu rifle de caça e baleou o jovem no braço e no estômago.

Preço de pizza e condenação

A vítima também compareceu ao tribunal. Ele afirmou que tentou fugir do pai, quando levou uma facada no pescoço. Ferido, ele ainda foi perseguido pela casa da família até que levou o tiro no estômago. 

Depois do ataque, Ashton foi levado ao hospital e socorrido por paramédicos, enquanto Darren permaneceu na residência, onde pegou a arma e deu um tiro em seu próprio queixo.

Leia também: Pai é preso após obrigar filha de três anos a fumar cigarro na Arábia Saudita

A polícia local explicou que encontrou o homem todo ensanguentado na casa de um vizinho, logo o encaminhando para a delegacia. “Achamos em uma casa vizinha. Ele sangrava muito e dizia que tinha atirado no filho, além de também nos informar que havia dado um tiro no próprio rosto”.

No dia do julgamento, o juiz Paul Thomas declarou que o ataque partiu de uma discussão interna banal acerca do pagamento de uma encomenda de alimento. “Você reagiu com raiva e atirou em seu próprio filho, apunhalando-o no pescoço e atirando de novo no braço dele. Foi um ataque contínuo que aterrorizou Ashton, sua esposa e a vizinhança”, disse.

Leia também: Mulher é amarrada por colegas de trabalho após denunciar racismo e misoginia

O britânico admitiu ter causado danos corporais ao filho durante “um surto” causado pelo preço de uma pizza . O homem foi acolhido e perdoado por Ashton e sua mãe durante a leitura do veredicto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.