Tamanho do texto

Depois de estudante abrir fogo em um colégio do ensino médio e deixar dez mortos, político afirma que 'armas fazem parte de quem os americanos são'

Governador do Texas, Greg Abbott é a favor do armamento e tem, inclusive, fotos dele armado em seu site oficial
Divulgação/GregAbbott.com
Governador do Texas, Greg Abbott é a favor do armamento e tem, inclusive, fotos dele armado em seu site oficial

Apenas dois dias após o massacre que deixou dez mortos em uma escola secundária do Texas, nos Estados Unidos , o governador do Texas, Greg Abbott, reafirmou seu posicionamento a favor do armamento da população. Para ele, armas professores é a melhor saída para o combate a novos ataques dentro das salas de aula. 

Leia também: Aluno posta foto apontando arma para o professor em sala de aula de Manaus

A posição do governador do Texas foi exposta ao público por meio de uma declaração do vice-governador, Dan Patrick, feita neste domingo (20). Em sua fala, Patrick defendeu, em nome do governo, o armamento de professores e a atenção ao bullying e aos videogames violentos. "As armas fazem parte de quem somos como nação", afirma o governo do Texas. 

As declarações ocorrem após o jovem de 17 anos Dimitrio Pagourtzis abrir fogo na Santa Fé High School, uma escola de ensino médio da região de Houston. Além da dezena de mortos, o ataque deixou 13 feridos. 

Leia também: Após massacre, xerife determina que guardas usem fuzis em escolas nos EUA

A proposta de armar os professores já chegou a ser sugerida, inclusive, pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois do massacre na escola de Parkland na Flórida, que deixou 17 mortes em fevereiro.

"Armas também param os crimes"

Em entrevistas anteriores ao ataque de sexta, Greg Abbott lembrou que a segunda emenda da Constituição norte-americana menciona 'milícia bem administrada'. Segundo ele, os professores integram essa 'milícia'. Além disso, ele costuma repetir que "são as armas que também param os crimes”.

No Texas , os professores já têm aval legal para andar armados e portar armas em sala de aula, mas são os distritos escolares (condados), escolas e pais que decidem ou não por permitir a medida.

O governador do Texas também sugeriu fazer mudanças nos prédios escolares para limitar a entrada e saída nas escolas, alterando o layout para que os alunos possam passar por um controle de segurança mais eficaz antes de entrar nas instituições de ensino.

Leia também: Paquistanesa de 17 anos está entre os oito alunos mortos em escola no Texas

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.