Tamanho do texto

De acordo com ministro, o equipamento está em bom estado, e logo será analisado para descobrir a possível causa do acidente aéreo; acompanhe

Caixa-preta de avião que caiu em Cuba é recuperada neste sábado
Wikimedia Commons
Caixa-preta de avião que caiu em Cuba é recuperada neste sábado

Uma das caixas-pretas do avião que caiu na sexta-feira (18) em Cuba, pouco depois de decolar do aeroporto internacional de Havana , foi recuperada por especialistas neste sábado (19). O acidente matou 110 das 113 pessoas que estavam a bordo – os números foram atualizados hoje.

De acordo com o ministro de Transporte de Cuba, Adel Yzquierdo, os investigadores estão trabalhando intensamente no local do acidente, perto do terminal 1 do aeroporto e a caixa-preta localizada por eles está em “boas condições”. As informações são da emissora estatal cubana.

“Já temos uma caixa-preta em mãos, em boas condições, bom estado de conservação, e devemos conseguir a outra nas próximas horas. Elas irão para a comissão criada para analisar as causas do acidente”, declarou o ministro na entrevista à imprensa oficial.

Yzquierdo também garantiu que todos os corpos das vítimas - a maior parte delas cubanas - foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal de Havana. O processo de identificação já está sendo feito, e parentes dos tripulantes do avião já estão no local.

“Já temos a lista de passageiros, vamos publicá-la nas próximas horas”, informou ele.

Segundo o vice-presidente de Cuba , Salvador Valdés, o esforço, a dedicação e o profissionalismo das equipes que agiram após o acidente em busca de sobreviventes, além dos funcionários do Instituto de Medicina Legal foram elogiados.

O Boeing 737 pertencia à companhia aérea mexicana Global Air, e era operado pela Cubana de Aviación. Apesar da maioria dos passageiros pertencer ao próprio país, há, entre os mortos, estrangeiros mexicanos e argentinos.

As únicas três sobreviventes são mulheres cubanas, que continuam internadas em estado grave no Hospital Calixto García, em Havana .

Temer: “Profunda tristeza”

O presidente da República, Michel Temer , demorou cerca de 24 horas para se pronunciar a respeito do acidente aéreo . Na tarde deste sábado, ele escreveu em sua rede social: “Estendo a fraternal solidariedade do Brasil aos feridos, às famílias das vítimas e a todo o estimado povo cubano”.

Em sua declaração, o presidente acrescentou ainda que a notícia da queda do avião, que caiu pouco depois da aeronave decolar do aeroporto internacional de Havana, foi recebida por ele com "profunda tristeza".

Papa Francisco: “Serenidade espiritual e esperança cristã”

Assim como o presidente brasileiro, o papa Francisco também lamentou hoje o ocorrido. Ele disse ter ficado "profundamente triste" ao ser informado sobre o  acidente aéreo , nos arredores de Havana.

"Fiquei profundamente triste ao receber a dolorosa notícia do acidente, que causou numerosas vítimas, e ofereço sufrágios para o eterno descanso dos mortos", afirmou Francisco.

A mensagem foi enviada por meio de um telegrama enviado ao arcebispo de Santiago de Cuba, Guillermo García Ibáñez, e assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin.

O papa disse ainda que pediu a Deus "que derrame sobre todos os afetados os dons da serenidade espiritual e da esperança cristã".

Leia também: 'Não atingi quem gosto para que contassem minha história', diz atirador do Texas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.