Tamanho do texto

No entanto, os três líderes se colocam à disposição para elaborar um texto com medidas adicionais em relação a duração das restrições nucleares

Angela Merkel conversou com Emmanuel Macron e Theresa May para tratar sobre os encontros que tiveram na Casa Branca
Presidencia de la Republica Mexicana - 12.04.2016
Angela Merkel conversou com Emmanuel Macron e Theresa May para tratar sobre os encontros que tiveram na Casa Branca

Em conversa por telefone entre a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o presidente da França, Emmanuel Macron, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, os três líderes foram unânimes em defender a necessidade de os Estados Unidos, presidido por Donald Trump, permanecerem no acordo nuclear do Irã.

A discussão acontece logo após Trump ter sinalizado que deveria procurar um “terreno comum” com a França e negociar um novo acordo nuclear com o Irã , na última terça-feira (24).

“Os três reiteram a disposição de elaborar, em um texto mais amplo com a presença de todos os envolvidos, medidas adicionais em relação a duração das restrições nucleares e outros temas”, declarou o porta-voz do governo da Alemanha Steffen Seibert, em nota.

Entre as questões adicionais o texto cita o programa de mísseis balísticos do Irã e o papel do país na região.

Para Trump, que critica o acordo assinado pelo então presidente dos EUA , Barack Obama desde que iniciou sua candidatura para a Casa Branca, programa nuclear iraniano não aborda o programa de mísseis de Teerã. Depois disse que EUA e França estão começando a “entender um ao outro” quanto à necessidade de conter o Irã .

O presidente do Irã, Hassan Rohani, respondeu aos comentários do republicano com ironia e questionamentos: “Junto com um líder de um país europeu, eles afirmam: ‘Nós queremos decidir sobre um acordo alcançado entre sete partes’. Para quê? Com que direito?”.

Leia também: Trump anuncia que reunião histórica com Kim Jong-un acontecerá em até um mês

Política comercial

Outro assunto debatido entre os três líderes mundiais foi sobre as relações comerciais com os EUA. Todos concordaram que a Casa Branca não deve tomar medidas de política comercial contra a União Europeia (UE). Caso isso aconteça, eles irão apoiar que o bloco da UE adote uma resposta dentro de uma ordem multilateral.

Segundo o governo da Alemanha, a reunião por telefone tinha como objetivo trocar opiniões depois dos encontros entre Merkel e Macron com Trump na Casa Branca. Ficou decidido que eles deverão continuar cooperando intensamente nos aspectos abordados.

Leia também: Kim Jong-un promete fechar instalações nucleares norte-coreanas em maio