Tamanho do texto

Segundo a polícia local, outras 15 pessoas foram atingidas pelo veículo; jornais locais afirmam que o motorista fugiu, mas foi detido logo em seguida

Veículo da cor branca teria subido a calçada na região da rua Yonge com a avenida Finch, no Canadá, por volta da 13h30
Reprodução/ Twitter
Veículo da cor branca teria subido a calçada na região da rua Yonge com a avenida Finch, no Canadá, por volta da 13h30

A polícia de Toronto afirmou que dez pessoas morreram e 15 ficaram feridas após serem atingidas por uma van, no Canadá. De acordo com o jornal canadense City News , o motorista responsável pelo atropelamento fugiu do local, mas foi preso logo depois. O suspeito está agora sob custódia. O motivo do atropelamento ainda é desconhecido.

Leia também: Terrorista sobrevivente a ataque ao Bataclan é condenado a 20 anos de prisão

O veículo da cor branca teria subido a calçada na região da rua Yonge com a avenida Finch por volta da 13h30 (horário local). Após o atropelamento no Canadá , um tiroteio em outra região da cidade foi registrado pela polícia. Uma parte do serviço de metrô da Linha 1 da cidade foi fechada.

Aos jornalistas, o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau falou sobre a situação. "Ainda estamos tomando conhecimento do que aconteceu em Toronto. Nossos corações estão com todos os atingidos."

Leia também: Entalada após cair de telhado, bêbada é resgatada por bombeiros nas Filipinas

Por meios das redes sociais, a população local tem compartilhado imagens da situação.



Testemunhas

Cam Clark, uma das testemunhas do atropelamento, explicou à rádio 680 NEWS, de Toronto, o momento em que a van começou a atingir as pessoas. "Todo mundo estava curtindo o sol e de repente havia essa van subindo na calçada... arrastando as pessoas", disse ele.

“Havia uma garota perto de mim a apenas alguns metros e ele passou por ela, tenho certeza que ela está morta. Ele simplesmente continuou e as pessoas estavam voando por toda parte. Havia um cara na calçada e uma de suas pernas estava totalmente encrespada, nada restava de sua perna. Havia pessoas deitadas ali imóveis e pessoas gritando”.

Outra testemunha chamada Mark descreveu uma cena horrível que se estendeu por vários quarteirões e deixou a área repleta de vítimas.

Leia também: Atirador seminu mata quatro pessoas em restaurante no Tennessee, nos EUA

"Ouvimos um barulho alto e alguém gritando", disse ele ao 680 NEWS, do Canadá . “Alguns quarteirões mais adiante havia um homem deitado na rua. Ele havia sido atingido por um veículo. Seus sapatos estavam a 30 metros de distância de onde ele estava, ele obviamente tinha sido atingido com muita força e atirado longe. Eu verifiquei os sinais vitais, ele parecia estar morto".