Tamanho do texto

Novo nome que substituirá a "era Castro" será anunciado na quinta-feira (19); Assembleia Nacional está reunida para eleger novo Conselho de Estado

Fidal Castro e seu irmão Raúl juntos em congresso do Partido Comunista de Cuba
Ismael Francisco/ Cubadebate - 19.4.16
Fidal Castro e seu irmão Raúl juntos em congresso do Partido Comunista de Cuba

Pela primeira vez desde a Revolução Cubana, a ilha ter está reunida nesta quarta-feira (18) para escolher o próximo presidente.

Leia também: Fim da 'era Castro': Cubanos vão às urnas escolher novo Parlamento neste domingo

Depois de seis décadas sob a liderança de Fidel Castro, que morreu aos 90 anos, e Raúl Castro, que prometeu se aposentar aos 86, um novo presidente deverá ser escolhido em Cuba , pela Assembleia Nacional.

A sessão começou por volta das 9h (10h em Brasília) e está prevista para durar até quinta-feira (19), quando o novo nome será anunciado. O próximo presidente será escolhido entre os membros do Conselho de Estado .

Segundo a France Presse , os deputados que formarão esse conselho também devem ser escolhidos na quinta-feira. Um comitê de candidaturas irá propor alguns nomes para a formação, e os votos dos deputados serão secretos.

Ainda de acordo com a France Presse , um dos favoritos para o posto é o atual primeiro vice-presidente do conselho, Miguel Díaz-Canel, de 57 anos. Um civil de uma nova geração que nasceu depois do triunfo da revolução em 1959.

Apesar de representar o fim de um era, muitas pessoas acreditam que mesmo com a nova escolha, pouca coisa deve mudar na vida dos 11,5 milhões de cubanos, já que o Partido Comunista de Cuba (PCC) continua sendo comandado por Raúl Castro.

Leia também: Eleição em Cuba marca o fim da era Castro no poder; entenda

Escolha do novo líder

Na sessão que acontece hoje, 605 deputados, que haviam sido eleitos em março, devem assumir a nova legislatura e escolher o presidente da Assembleia Nacional.

Então, os deputados deverão eleger o Conselho de Estado, formado por um presidente, um primeiro vice-presidente, cinco vice-presidentes, um secretário e mais 23 membros.

Para formar esse conselho, cada deputado poderá propor até 31 nomes. Dessa forma, uma lista, com os nomes mais apresentados será formada, e votada abertamente pelos deputados. Pode ser que, neste momento, algumas modificações nos nomes aconteçam.

Ao aprovarem a lista, ela é votada novamente, desta vez sob sigilo. Sendo assim, um novo Conselho de Estado será definido, incluindo o presidente do conselho - que é também o presidente do país - irá substituir Raúl Castro.

Momento atual

O novo presidente assume em um momento delicado. A Venezuela, que fornece petróleo e sustentava o regime cubano, hoje enfrenta grave crise econômica, marcada pela hiperinflação, o desabastecimento e o isolamento internacional.

Com a mudança de governo em 2017, os Estados Unidos recuaram no processo de reaproximação – primeiro passo para o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro que continua impondo à ilha. O presidente norte-americano, Donald Trump, (eleito também com o voto dos cubanos que imigraram para os EUA e que exigem a derrubada do comunismo na ilha), limitou viagens e investimentos (dos norte-americanos) em Cuba .

Leia também: Aos 68 anos, morre em Havana o filho mais velho de Fidel Castro

*Com informações da Agência Brasil