Tamanho do texto

Conhecida como "Mãe da nação", ex-esposa de Nelson Mandela morreu nesta na África do Sul em decorrência de "longa doença", segundo porta-voz

Winnie Madikizela-Mandela, militante sul-africana que lutou contra o apartheid, morreu aos 81 anos
GCIS
Winnie Madikizela-Mandela, militante sul-africana que lutou contra o apartheid, morreu aos 81 anos

Morreu nesta segunda-feira (2), aos 81 anos de idade, a militante Winnie Madikizela-Mandela, ex-esposa do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela. A morte de Winnie Mandela foi informada por meio de comunicado divulgado por seu assistente pessoal, segundo o qual a morte de Winnie ocorreu em Joanesburgo e foi consequência de uma "longa doença". "Ela sucumbiu pacificamente nas primeiras horas da tarde desta segunda-feira cercada por sua família e entes queridos", disse o porta-voz.

Leia também: Terremoto de 6,8 graus na Bolívia é sentido em vários estados brasileiros

Conhecida na África do Sul como a "Mãe na Nação", Winnie Mandela foi casada com o ex-presidente no período de 1958 até 1996 – dois anos antes de o líder da luta contra a apartheid se tornar o primeiro presidente negro da história do país.

"Sem mim, o Mandela não tinha existido"

Durante os 27 anos de prisão de Mandela, condenado pelo regime de minoria branca, ela continuou militando (dentro e fora da África do Sul) pela libertação de seu marido, chegando a ser presa por diversas vezes. Winnie também foi proibida de trabalhar e precisou atuar clandestinamente no Congresso Nacional Africano (CNA), partido no poder do país desde as primeiras eleições democráticas, realizadas em 1994. Até hoje ela é uma das grandes referências dentro da agremiação política.

Leia também: Donald Trump diz que não haverá acordo para acolher jovens imigrantes no EUA

Winnie foi presidente da Liga das Mulheres da África do Sul no período de 1993 até 2003, foi eleita para o cargo de deputada em 1994 e chegou a ser Ministra das Artes, Cultura, Ciência e Tecnologia no governo de Mandela, também em 1994, mas posteriormente veio a ser demitida após uma suspeita de fraude.

Desde 1991 o seu nome foi envolvido em vários crimes e polêmica, tendo sido condenada por 43 acusações de fraude e por 25 de roubo (ela foi inocentada após recurso contra as acusações de roubo.

Winnie Mandela ficou famosa ao falar a emblemática frase: "Sem mim, o Mandela não tinha existido". O casal teve duas filhas: Zindzi Mandela e Zenani Mandela-Dlamini.

Leia também: Estação espacial chinesa retorna à Terra, pega fogo e cai no Oceano Pacífico

*Com informações e reportagem da Ansa