Tamanho do texto

Presidente visitou os feridos nesta terça; das vítimas fatais do fogo, 41 eram crianças – até porque parte do teto desabou sobre um trampolim infantil

Putin deixou flores em um memorial feito em homenagem às vítimas do incêndio e denunciou 'negligência criminosa'
Presidência da Rússia
Putin deixou flores em um memorial feito em homenagem às vítimas do incêndio e denunciou 'negligência criminosa'

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que uma "negligência criminosa" foi responsável pelo  incêndio que deixou 64 mortos em um shopping em Kemerovo, na noite do último domingo (25). Das vítimas fatais, 41 eram crianças. 

“O que está acontecendo aqui, isso não foi uma situação de combate, não foi uma explosão inesperada de metano em uma mina. Pessoas, crianças vêm [aqui] para descansar. E nós perdermos tantas pessoas por causa do quê? Por causa de negligência criminosa e de descuido”, afirmou Putin, nesta terça-feira (27), segundo o canal de notícias CNN .

As chamas tiveram início em um momento em que o shopping Winter Cherry estava lotado. De acordo com a imprensa russa, a maior parte do teto desabou, atingindo um trampolim infantil e um complexo de cinema, o que justifica a quantidade de vítimas infantis. 

Leia também: "Marcha pelas nossas vidas": Atos contra armas acontecem em mais de 800 cidades

Segundo as investigações russas, foi constatado que havia "sérias violações" de segurança no shopping. Uma delas eram as saídas de emergência, que estavam bloqueadas e o sistema de alarme, que estava desligado. Ainda de acordo com as autoridades russas, um técnico de segurança "desligou o alarme de incêndio" após ser alertado do fogo.

Vítimas hospitalizadas

O presidente russo deixou flores em um memorial feito em homenagem às vítimas, perto do local da tragédia. No local foram colocados também alguns bichinhos de pelúcia. Putin aproveitou a visita ao local do acidente para visitar também os feridos em um hospital.

De acordo com a BBC, pelo menos 15 pessoas estão hospitalizadas. Entre as vítimas que sobreviveram, três são crianças. Uma delas, inclusive, é um menino de 11 anos que pulou de uma das janelas do shopping para fugir das chamas. Seus pais morreram no incêndio.

Leia também: Trump expulsa 60 diplomatas russos dos EUA; outros 17 países seguem o exemplo

Qual a negligência criminosa que deu origem ao incidente ainda não foi divulgada. Porém, o presidente declarou que o país terá três dias de luto oficial em homenagem às vítimas fatais e aos feridos que sobreviveram às chamas no shopping Winter Cherry.