Após ser socorrido por uma ambulância e levado ao hospital, o homem ficou uma semana internado e não sobreviveu
Michael Stout/Flickr
Após ser socorrido por uma ambulância e levado ao hospital, o homem ficou uma semana internado e não sobreviveu


Um homem, cujo nome não foi divulgado, morreu na última sexta-feira (16) após ficar com a cabeça presa em uma poltrona de cinema. As investigações apontam que a vítima estava tentando recuperar seu telefone, que caíra no chão, quando sua cabeça ficou presa sob o apoio para pés da poltrona reclinável elétrica. O caso aconteceu na cidade de Birmingham, na Inglaterra.

Leia também: Menina de dois anos morre após carro dos pais ser roubado e arremessado em rio

O portal de notícias britânico Metro informou que o acidente ocorreu ainda dia 9 de março, dentro de uma sala de cinema da rede Vue, localizada no complexo Star City. Depois de ficar com a cabeça presa no apoio para pés, acredita-se que o homem entrou em pânico e sofreu uma parada cardíaca antes de ser socorrido pela ambulância. Ele foi levado para o hospital Heartlands, onde permaneceu internado sob cuidados intensivos, e morreu uma semana depois.

Você viu?

“Uma equipe chegou ao local para encontrar um homem em parada cardíaca e pessoas que já tinham começado a performar uma massagem cardíaca”, disse o porta-voz do serviço de ambulâncias West Midlands, responsável pelo atendimento. “O time da ambulância assumiu a ocorrência e administrou suporte vital avançado, conseguindo reanimar o coração com sucesso”.

Leia também: Homem pode ficar cinco anos preso após socorrer imigrante grávida na neve

Investigações em curso

A rede Vue de cinemas se manifestou após o caso e confirmou a situação. “Estamos tristes em saber que ele morreu na sexta-feira, dia 16 de março. Uma investigação completa sobre a natureza do incidente está em curso”, explicou o porta-voz da empresa. Também foram expressas condolências aos familiares da vítima e a garantia de apoio para o que for necessário.

Leia também: 'Fiz barricadas com brinquedos para me proteger', diz menina estuprada 225 vezes

“A equipe do conselho municipal de saúde ambiental já foi notificada do incidente [no cinema] e uma investigação de Saúde e Segurança foi iniciada”, explicou Mark Croxford. “Não somos capazes de comentar mais nada neste estágio, enquanto a investigação está em andamento”, concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários