Tamanho do texto

No Facebook, Anne-Marie relatou que estava indo em direção ao banheiro, quando foi empurrada por uma mulher desconhecida que chocou sua cabeça contra uma pia cinco vezes; ninguém foi preso e polícia ainda investiga o caso

Uma mulher teve sua cabeça esmagada na pia do banheiro de um bar após ser abordada por uma jovem que a acusou de "estar flertando com o namorado dela". Anne-Marie Swed, de 33 anos, foi agredida na última sexta-feira (23), e usou as redes sociais para denunciar o ocorrido.

Leia também: Mulheres são forçadas por homens da ONU a trocar sexo por comida na Síria

Em seu perfil pessoal do Facebook, Swed relatou que estava indo em direção ao banheiro do bar Oak Inn, na Inglaterra, quando foi empurrada por uma mulher desconhecida, que ainda chocou sua cabeça contra a pia por cinco vezes. Anne diz ter ficado com ferimentos expostos e contusões, sendo levada ao hospital tempo depois do ocorrido, e segundo ela, houve "uma espécie de ‘vingança’ por ter atraído a atenção do namorado da jovem".

Agressão e denúncia

 De acordo com informações do jornal Metro , a mulher foi socorrida por 20 policiais e uma ambulância. No hospital, recebeu atendimento médico com urgência, passando por um procedimento para estancar o sangramento.

Anne diz ter sofrido ferimentos expostos e contusões na cabeça, sendo levada ao hospital tempo depois do ocorrido
Reprodução/Deadline News
Anne diz ter sofrido ferimentos expostos e contusões na cabeça, sendo levada ao hospital tempo depois do ocorrido

Leia também: Alunos se masturbam com pote de xampu e coagem calouras a lavar cabelo com sêmen

“Eu passei por um casal quando estava indo ao banheiro, e depois disso fui agredida por uma pessoa que não conheço. Fiquei muito machucada, minha cabeça ficou aberta e precisei da ajuda de dois paramédicos para unir meu couro cabeludo novamente antes de levar os pontos. A garota que fez isso comigo deveria sentir vergonha, porque eu não tenho culpa de o namorado nojento dela ficar encarando outras mulheres”, desabafou.

Anne-Marie diz que, após o ataque, está com medo de sair de casa e tem encontrado grandes dificuldades para desempenhar seu trabalho e de se relacionar até mesmo com pessoas próximas. “Minha saúde mental foi totalmente afetada depois de algo tão desnecessário”.

Leia também: Mulher é expulsa de voo por comentar sobre cólicas menstruais com namorado

Por mais que a publicação tenha repercutido na internet, a britânica, que teve a cabeça ferida, alega que a polícia local não tem procurado dar um desfecho para as agressões e para a denúncia registrada na delegacia de West Midlands, acerca da mulher não identificada e do namorado. Em resposta a sua queixa, os oficias argumentaram que “as investigações ainda estão em aberto, e que aguardam a presença de testemunhas para a coleta de provas e informações relevantes”.