Tamanho do texto

Em uma carta aos responsáveis, escola inglesa afirmou que falha nos filtros acabou "permitindo a exibição" das imagens; pais estão revoltados com fato

Durante a exibição do filme
Reprodução/Daily Mail
Durante a exibição do filme "Urso Paddington 2", pornografia 'surgiu' na tela, constrangendo alunos de nove anos

Uma escola deixou os pais furiosos após exibir pornografia para crianças de nove anos durante um evento estudantil conhecido como Golden Time . De acordo com o Daily Mail , a Croft Academy , que fica na Inglaterra, levou os alunos até o auditório para assistirem “Urso Paddington 2”, porém, enquanto o filme estava sendo transmitido online, um pop-up abriu na tela mostrando um vídeo de sexo explícito aos pequenos.

Leia também: Criança fica presa em escorregador e morre enforcada pela própria camiseta

Em uma carta aos pais e responsáveis, a escola afirmou que uma falha nos filtros acabou levando as crianças a ver  pornografia . "Durante o filme 'Urso Paddington 2', no Golden Time do quinto ano, tivemos uma falha em nossos filtros e um vídeo inadequado surgiu. Gostaríamos de evidenciar que seguimos medidas rigorosas para evitar que esse tipo de coisa ocorra”, escreveu a instituição.

Opinião dos pais

Os pais dizem estar decepcionados com a falta de ação imediata do colégio, além de acharem o modo como foram informados sobre o ocorrido tão problemático quanto o mesmo, já que as cartas foram entregues e repassadas pelas próprias crianças. Alguns responsáveis acreditam que uma mensagem de texto via celular ou e-mail seria uma alternativa mais eficaz para informá-los.

“Fiquei extremamente aborrecido de ouvir isso da boca do meu filho. Saber que ele foi exposto a algo que procuramos evitar em nossa casa é péssimo. Algumas crianças lidaram bem com a situação, mas outras estão traumatizadas. A gente jamais espera isso de um local de ensino”, expôs um pai que preferiu não ter a identidade divulgada.

Leia também: Estudante de medicina é assassinada a tiros após recusar pedido de casamento

Segundo os responsáveis pelas crianças, a escola não se desculpou e não se preocupou em orientá-las, explicando o ocorrido de uma maneira ‘menos traumática’.

A Croft Academy enviou uma carta aos pais, que se sentiram frustrados com as medidas  tomadas pela instituição de ensino
Reprodução/Daily Mail
A Croft Academy enviou uma carta aos pais, que se sentiram frustrados com as medidas tomadas pela instituição de ensino

"Nos sentimos incomodados com o fato de as crianças terem nos contado primeiro. Dar uma carta retratando os fatos para elas é com certeza repetir o erro”, expuseram.

Um porta-voz do colégio, que não foi identificado, alegou que, antes de passarem o filme, pediram a um membro da equipe para que assistisse ao conteúdo, a fim de verificar se havia algo inadequado para a idade dos alunos, mas que, juntamente a eles, descobriram que a solicitação preventiva havia sido ignorada.

Leia também: Professor manda alunos estapearem garotas que não fizeram tarefa de casa

"A exibição de pornografia foi relatada ao diretor designado pela autoridade local e ao provedor de serviços. Ainda estamos investigando o caso, e em breve faremos uma reunião com os pais e professores para a discussão do incidente”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.