Tamanho do texto

Suspeitos são de diversas nacionalidades e ligados ao grupo Estado Islâmico; por segurança, várias festas públicas de fim de ano foram canceladas no país

No ano passado, uma festa de Réveillon foi cenário de um atentado que deixou 39 mortos; nesse ano, turcos têm medo
Brunno Kono/iG São Paulo
No ano passado, uma festa de Réveillon foi cenário de um atentado que deixou 39 mortos; nesse ano, turcos têm medo

A polícia da Turquia anunciou, nesta sexta-feira (29), que 29 pessoas foram presas por suspeitas de estarem planejando uma série de atentados terroristas no país durante as festas de fim de ano, na noite de Réveillon. 

Leia também: Atirador em casa noturna de Istambul deixa pelo menos 39 mortos em festa de Ano Novo

Segundo as autoridades, os suspeitos são pessoas de diversas nacionalidades e as prisões ocorreram de maneira simultânea em vários pontos da capital turca, Ancara. Os ataque em pleno Réveillon seriam feitos em nome do Estado Islâmico.

Além dos mandados de prisão, a polícia turca também cumpriu buscas e apreensões que revelaram uma grande quantidade de explosivos. 

Eles também verificaram que muitos dos suspeitos já tinham os pontos de ataque definidos e alguns já estavam até com toda a "logística" da ação preparada. Cerca de 500 agentes participaram da operação.

Leia também: Explosão em supermercado deixa vários feridos em São Petersburgo, na Rússia

Nessa quinta-feira (28), a Turquia já havia anunciado que prendeu 38 pessoas, incluindo alguns sírios, na província de Bursa. Esses suspeitos também planejavam cometer atentados nas festas de fim de ano.

Um trauma de 2016 e cancelamento de festas

Por conta do risco de ataques terroristas, diversos eventos públicos para o Ano Novo foram cancelados na Turquia, por medidas de segurança.

A cidade mais prejudicada foi Istambul, que terá bem menos festas que o planejado. Ainda por lá, o chefe da polícia local anunciou que mais de 275 mil policiais serão mobilizados para a noite do dia 31 de dezembro.

No ano passado, justamente durante uma celebração privada da virada de ano em Istambul, um homem armado abriu fogo contra o público

O atentado no Réveillon de 2016 deixou 39 mortos e 69 feridos. Dois homens armados desceram de um carro branco em frente ao restaurante e começaram a disparar. De acordo com a mídia local, o atirador disparou 180 tiros em um intervalo de sete minutos e fugiu em seguida, deixando sua arma no local. O ataque deixou um trauma que pode ser notado neste fim de ano.

* Com informações da Agência Ansa.

    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.