Tamanho do texto

De acordo com um porta-voz do local, a mulher foi levada para o hospital em estado de choque, mas ela não corre o risco de morrer; caso será investigado

Uma tratadora do zoológico da cidade de Kaliningrado, na Rússia, foi brutalmente atacada por um tigre siberiano no último final de semana. O ataque aconteceu quando a vítima se preparava para alimentar o felino.

Leia também: Mulher que mostrou dedo para presidente Donald Trump é demitida

Tigre ataca tratadora em zoológico na Rússia
Reprodução/Twitter
Tigre ataca tratadora em zoológico na Rússia

De acordo com o site britânico "Daily Mail", uma investigação vai apurar as causas do incidente, mas as primeiras análises apontam que o tigre  chamado de Tufão, ultrapassou a área de segurança, acidentalmente, depois que a sua tratadora Nadezhda Srivastava deixou o portão aberto no momento em que levava comida para o animal. 

'Cara de um, orelha do outro': Mulher encontra "rosto de Trump" em seu cachorro

O felino de 16 anos pulou sobre a vítima e mordeu braços, pernas e rosto. Os visitantes do local, mesmo assustados, tentaram espantar o animal e arremessaram todo o tipo de material que encontraram pela frente, até que Tufão deixou Nadezhda Srivastava.

"Foi muito assustador. Estávamos jogando tudo o que podíamos ver na gaiola do animal. A mulher estava ferida e coberta de sangue no rosto, nos braços e nas pernas. O tigre mordia e ela tentava se proteger, mas ele reagia cada vez mais forte. Jogamos tudo e em algum momento ele ficou assustado e ficou um pouco longe da mulher, foi aí que ela fugiu para uma instalação anterior", diz Viktoria Bolshakova, que visitava o parque.

Ainda segundo o "Daily Mail",  a vítima foi levada às pressas em estado crítico para o hospital, mas não corre risco de morte. O marido de Nadezhda Srivastava, o médico Nitesh Srivastava, revelou que a esposa estava "estável" em terapia intensiva e que teve "fraturas múltiplas". O homem agradeceu pelo apoio das pessoas.

Idoso chama a polícia ao confundir abobrinha gigante com bomba da Segunda Guerra

Um porta-voz do zoológico disse que esta é a primeira vez na história do local que um tigre ataca uma pessoa. "O tigre siberiano é um animal territorial. Proteger seu território é seu instinto natural", revelou. Após o ataque, o felino foi sedado por funcionários que relataram que ele estava "estressado". Apesar de ter tido contato com sangue humano, tufão não será sacrificado.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.