Recomendação é de que civis evitem a área da estação de Marselha, na França, que foi bloqueada pela polícia local
Reprodução/Twitter
Recomendação é de que civis evitem a área da estação de Marselha, na França, que foi bloqueada pela polícia local

Duas mulheres foram mortas a facadas neste domingo (1º) na França. O crime foi cometido por um homem na principal estação de trem de Marselha, Saint-Charles, que fica na região sudeste da França. Após o ataque, o assassino – que teria entre 25 e 30 anos e não portava documentos - foi morto por agentes do dispositivo antiterrorista Sentinelle (Sentinela, em português), conforme informou a polícia.

Leia também: Embates com a polícia durante plebiscito da Catalunha deixam mais de 460 feridos

“Duas vítimas morreram por uma arma branca”, informo o chefe policial local, Olivier de Mazières à agência France Presse. As forças de segurança da França isolaram a área após o possível atentado para que uma operação policial fosse realizada em toda a área.

Os cidadãos foram instruídos pela polícia a "evitar a zona", uma vez que há uma "operação policial em andamento" e a não divulgarem notícias falsas.

A polícia explicou, também, por meio da rede social, que a situação é "estável" após a neutralização do autor do ataque e acrescentou que a circulação de trens foi interrompida. A recomendação do corpo ferroviário da França é de que as pessoas adiem seus planos de passar pela estação de trem de Marselha.

Assim que soube do crime, o ministro do Interior da França, Gérard Collomb, anunciou pelo Twitter que iria se deslocar ao local imediatamente.

Leia também: Guarda Civil intervém contra sistema de votação para referendo da Catalunha

Você viu?

O ataque aconteceu por volta das 13h45 no horário local (8h45, em horário de Brasília). A suspeita de que o ocorrido tenha sido um ato terrorista é porque, segundo depoimentos de três fontes da polícia, divulgados pela emissora pública de rádio "France Bleu Provence", o agressor teria gritado "Allahu akbar" - "Alá é grande", em árabe - ao realizar o ataque.

Veículos de socorro se deslocaram à estação, situada no centro de Marselha, e um helicóptero sobrevoa o lugar, de acordo com a emissora.

De acordo com uma testemunha ouvida pela Reuters, um homem foi visto tirando uma faca da manga e depois esfaqueando uma jovem e logo em seguida outra mulher, gritando algo, que poderia ter sido “Allahu akbar”.

As lesões das vítimas foram profundas e nenhuma sobreviveu. Segundo a polícia, uma teve a garganta cortada e a outra teve o estômago ferido.

Histórico

A França enfrenta uma situação de emergência por conta dos últimos ataques de militantes islâmicos que ocorreram desde 2015. O mais marcante foi em novembro de 2015, quando 130 pessoas foram mortas em Paris.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Coala invade vinícola e participa de degustação de vinhos na Austrália; assista

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários