Tamanho do texto

Ciclone de categoria 4 está perto da Flórida e causa preocupação nas autoridades locais

Furacão Irma passa pela costa cubana e chega aos Estados Unidos
Divulgação/Nasa
Furacão Irma passa pela costa cubana e chega aos Estados Unidos

Após devastar o Caribe, causando a morte de pelo menos 25 pessoas, o furacão Irma se aproxima da Flórida, no sudeste dos Estados Unidos. O ciclone, que contornou a costa cubana, se aproxima da costa norte-americana com ventos de 210 km/h, sendo assim um furacão de categoria 4.

Leia também: Mais de 24 mil pessoas estão desalojadas na República Dominicana após furacão

Localizado a cerca de 25 km de Miami, a arquipélago de Florida Keys foi o primeiro a sentir os efeitos do Irma, com dois ciclones com velocidade de até 114 km/h, que são fortes como o de um furacão de categoria 3. Segundo a Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema), "nenhum lugar do arquipélago estaria seguro". Apesar dos fortes ventos e tempestades, ainda não há relatos de vítimas ou de grandes danos nas ilhas.

As cidades no continente também já sofrem com fortes tempestedes antes da chegada do fenômeno. Fort Lauderdale, Coral Springs, Pompano Beach, Sunrise, Palm Beach, Hendry e Miami foram algumas das cidades afetadas. Outras grandes localidades como Tampa e a capital Tallahassee estão em estado de alerta.

Além das chuvas e ventos, a Flórida continental foi atingida por cortes de luz. Cerca de 300 mil casas estão sem eletricidade no estado.  As autoridades locais se preparam para o impacto do furacão , que, nas palavras do governador Rick Scott, "é o mais devastador que a Flórida já viu". Ainda segundo o governo do estado, mais de 6 milhões evacuaram a o estado. Também foi decretado um toque de recolher. Scott voltou a fazer um apelo para a população: "Se você está numa área de evacuação, por favor vá para um abrigo. Não arrisque sua segurança", disse, em pronunciamento.

Quem também se pronunciou foi o presidente Donald Trump, através das redes sociais. A Guarda Costeira, a FEMA e todas as pessoas corajosas dos governos federal e estadual estão preparadas. O Irma está chegando. Que Deus nos abençoe", escreveu o republicano.

Leia também: Miami já registra chuvas e cortes de energia associados ao furacão Irma

O Centro Nacional de Furacões (NHC), dos Estados Unidos , está atualizando as informações sobre o Irma. No último boletim, o NHC afirmou que o furacão deve alcançar as ilhotas da Flórida no domingo de manhã, por volta das 8h, e depois seguirá à costa sudoeste desta península no domingo à tarde.

Caos no Caribe

A passagem do Irma pelo Caribe causou pelo menos 25 mortes e destruição em países como Republica Dominicana, Cuba, Haiti, Saint Barthélemy, Saint Martin e em Barbuda. Dezenas de milhares de pessoas ficaram desabrigadas após a passagem do Irma. De acordo com os especialistas, esse é o mais forte furacão que atingiu o Caribe na última década. Na categoria 5 – a mais alta da escala – o Irma alcançou ventos de até 285km/h.

Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa da Holanda mostra devastação deixada pelo furacão Irma em Saint Martin
Gerben van Es / Ministério da Defesa da Holanda
Imagem divulgada pelo Ministério da Defesa da Holanda mostra devastação deixada pelo furacão Irma em Saint Martin

No entanto, os países da região ainda tem outra preocupação: trata-se do furacão José, de categoria 4, que pode passar pela área nos próximos dias. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.