Tamanho do texto

Epicentro do tremor de magnitude 8.2 aconteceu a 119 km de Picos; presidente alerta que pode haver outro abalo em menos de 24 horas

Devido ao tremor, o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico emitiu alerta de tsunami para o México e outros países
Reprodução/Twitter
Devido ao tremor, o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico emitiu alerta de tsunami para o México e outros países

Um forte tremor abalou a costa sul do México, na manhã desta sexta-feira (8), após um terremoto  de magnitude 8.2 – segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos – acontecer a 119 km de Picos.

Leia também: Furacão Irma deixa rastro de destruição e pelo menos 11 mortos no Caribe

Este é o terremoto mais forte a atingir o país da América do Norte em pelo menos um século, segundo o presidente Enrique Peña Nieto. Efeitos do abalo sísmico foram sentidos na capital, Cidade do México e também na Guatemala, país vizinho. Até agora, pelo menos 32 mortes foram confirmadas em decorrência do desastre.

De acordo com informações dadas pela madrugada pelo governador de Chiapas, Manuel Velasco, três mortes foram confirmadas no estado, todas elas na cidade de San Cristobal de las Casas. Velasco também afirmou que hospitais e escolas foram danificados.

O governador de Tabasco, Arturo Nunez, anunciou a morte de duas crianças no estado, uma soterrada e outra que morreu em um hospital após perda de energia elétrica.

De acordo com fontes oficiais, uma pessoa morreu em San Marcos (Guatemala). Ao menos 10 mortes foram confirmadas em Oaxaca, cidade mexicana, que acumula o maior número de vítimas até agora. Também em Oaxaca, dezenas de prédios e imóveis desabaram, entre eles a Prefeitura de Juchitan de Zaragoza e um hotel em Matías Romero.

Leia também: Furacão Irma deixa rastro de destruição e pelo menos 11 mortos no Caribe

Alerta de tsunami

Um alerta de possíveis tsunamis foi expedido pelo Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico (PTWC) para México, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Honduras e Equador. Ondas de até de um metro já foram reportadas na costa sul mexicana. 

Instituto Geológico dos Estados Unidos identificou o epicentro do terremoto que atingiu a costa mexicana
Divulgação/USGS
Instituto Geológico dos Estados Unidos identificou o epicentro do terremoto que atingiu a costa mexicana

O governo equatoriano ordenou a evacuação de quatro ilhas em Galápagos , incluindo a maior do arquipélago, Isabela.

Peña Nieto anunciou que as escolas na cidade do México e no estado de Chiapas ficarão fechadas nesta sexta-feira para que as suas estruturas sejam avaliadas. Posteriormente, vários outros estados do país, como Puebla, Guerrero, Tabasco e Veracruz também anunciaram o cancelamento das aulas.

O presidente mexicano está no Centro Nacional de Prevenção de Desastres, onde se reúne com lideranças e especialistas para "estudar os danos e tomar as medidas necessárias".

Em um rápido discurso televisionado, Peña Nieto afirmou que mais 60 réplicas do tremor já foram registradas e que uma delas chegou a magnitude de 7.2. Ele ainda alertou a população e disse que réplicas futuras são esperadas

Nas redes sociais, jornalistas locais compartilharam os efeitos do terremoto. Confira alguns vídeos:



O terremoto na costa mexicana acontece em meio a uma série de desastres no Caribe e na América do Norte . O abalo no México acontece pouco depois da tempestade Harvey devastar a cidade de Houston, no sul dos Estados Unidos, matando cinco pessoas e em meio ao furacão Irma, que já matou pelo menos 14 pessoas no Caribe.

Leia também: Passagem do Harvey pelo Texas deixa pelo menos cinco pessoas mortas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.