'Rei da cocaína' entre os mafiosos italianos, Morabito estava foragido há 25 anos e foi detido com passaporte brasileiro
REPRODUÇÃO/IRISHTIMES
'Rei da cocaína' entre os mafiosos italianos, Morabito estava foragido há 25 anos e foi detido com passaporte brasileiro

Foragido há 25 anos, um dos mafiosos mais procurados pela Itália foi preso em Montevidéu, no Uruguai . A informação foi confirmada pelas autoridades italianas nesta segunda-feira (4).

Leia também: Jovem é impedida de participar de festival de calouros na Itália por ser negra

Rocco Morabito, considerado um dos chefes mafiosos mais influentes da 'Ndrangheta – grupo criminoso da Calábria – usava um documento de identidade falso uruguaio e um passaporte brasileiro em nome de Francisco Capeletto. Ele é um dos cinco criminosos considerados mais perigosos pela Itália.

"Após seis meses de intensa atividade de informação e inteligência, foi comprovado que Morabito tinha obtido documentos uruguaios, apresentando uma identificação brasileira com o nome de Francisco Antonio Capeletto Souza, nascido em 14 de janeiro de 1967, no Rio de Janeiro", informaram as autoridades.

Morabito já tinha um mandado de captura emitido pela Interpol. Ele também já havia sido condenado a 30 anos de prisão. O criminoso foi detido em um hotel de Montevidéu, sob acusação de chefiar o tráfico de drogas entre Itália e América do Sul nos anos 1988 a 1994.

Leia também: Estátua de juiz italiano antimáfia, referência de Sérgio Moro, é "decapitada"

Você viu?

Além disso, o governo uruguaio citou dois episódios envolvendo o mafioso italiano. Um deles foi uma tentativa frustrada de levar 32 quilos de cocaína, em 1993, para a Itália. O outro crime foi o carregamento de 592 quilos de cocaína que saiu do Brasil e foi apreendido em 1992 pelas autoridades italianas.

A Itália informou que, nos próximos dias, solicitará a extradição do mafioso e continua a busca pelos demais criminosos que fazem parte do mesmo grupo. 

Prisão de Fazzalari

Em junho do ano passado, as forças de segurança da Itália detiveram Ernesto Fazzalari, de 46 anos, líder da 'Ndrangheta , a máfia calabresa. Fazzalari era acusado, entre outros delitos, de homicídio e associação mafiosa, e era considerado o segundo homem mais procurado do país, atrás apenas de Matteo Messina Denaro, o chefe da máfia siciliana Cosa Nostra.

Leia também: Evacuação demorada – e paga – cria polêmica após terremoto em ilha italiana

O criminoso – líder dos mafiosos, que também esteve fugindo da Justiça por cerca de 20 anos – foi preso em sua casa em Taurianova, na Calábria. Ele estava acompanhado de uma mulher, que também foi detida. Segundo as autoridades da Polícia local, ele não resistiu ao pedido de prisão.

* Com informações da Agência Ansa. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários