Tamanho do texto

Segundo a imprensa norte-americana, construção pode custar mais de R$ 67 bilhões; barreira foi uma das principais promessas de campanha do magnata

Construção do muro foi uma das principais propostas de Donald Trump durante sua campanha eleitoral
White House/Reprodução
Construção do muro foi uma das principais propostas de Donald Trump durante sua campanha eleitoral

A construção do polêmico muro entre os Estados Unidos e o México, proposto pelo presidente norte-americano, Donald Trump, avançou um passo nesta semana. Na quinta-feira (31), o departamento de Segurança Interna dos EUA anunciou que quatro empresas foram escolhidas para construir protótipos da barreira que deve ficar ao longo da fronteira.

Leia também: Usina química registra duas explosões após passagem de furacão no Texas, EUA

As companhias são originárias de quatro estados diferentes: Alabama, Arizona, Mississipi e Texas. As empresas Caddell Construction, Fisher Industries, Texas Sterling Construction e W.G. & Sons Construction foram encarregadas de produzir um muro de concreto, que terá nove metros de extensão e até nove metros de altura. A construção da barreira foi uma das principais propostas de Donald Trump durante sua campanha eleitoral à presidência dos Estados Unidos.

Segundo o Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP, em inglês), os quatro modelos serão construídos e uma equipe será responsável por realizar testes de resistência durante os próximos dois meses.

Leia também: "Pressionar a Coreia do Norte com sanções é errôneo e fútil", defende Putin

Os quatro contratos estão avaliados entre US$ 400 e US$ 500 mil dólares cada um. Ao todo, mais de 200 companhias chegaram a apresentar projetos de design para o muro . Na próxima semana também serão anunciados mais contratos para a construção de protótipos feitos de outros materiais, diferentes de concreto.

Construção bilionária

Segundo o jornal norte-americano Los Angeles Time , uma vez terminada a obra do muro, especialistas em fronteiras testarão as paredes para avaliar a estética, as características anti-escalada, a resistência à adulteração e penetrabilidade com pequenas ferramentas manuais.

Os contratantes também serão obrigados a dar conta de outras características tecnológicas, como sensores, câmeras e iluminação, que acompanham os muros físicos.

Leia também: Imigrantes brasileiros são presos nos EUA por crime de lavagem de dinheiro

O custo total para a construção do muro entre os dois países é avaliado em dezenas de bilhões de dólares. De acordo com o Los Angeles Time , um estudo interno do Departamento de Homeland Security que vazou para a imprensa, estimou o custo do muro em US $ 21,6 bilhões (cerca de R$ 67, 83 bilhões). O governo do México rejeitou a ideia de pagar o projeto, o que gerou uma crise diplomática entre Donald Trump e o país mexicano.

* Com informações da Ansa

    Leia tudo sobre: Donald Trump