Tamanho do texto

Presidente dos Estados Unidos usou o Twitter para criticar o programa de TV "Morning Joe" e os apresentadores que estavam "falando mal" do magnata

Donald Trump criticou o fato do programa “falar mal” dele e disse que não assistiria mais a atração de “baixa audiência”
Reprodução/The Boston Globe
Donald Trump criticou o fato do programa “falar mal” dele e disse que não assistiria mais a atração de “baixa audiência”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, envolveu-se em mais uma polêmica com a  imprensa nesta quinta-feira (29). Durante o programa de televisão Morning Joe  da rede norte-americana MSNBC  o magnata chamou, pelo Twitter, a apresentadora Mika Brzezinski de “louca” e [alguém] com um “baixo QI”, afirmando que o rosto dela estava “sangrando” após a realização de uma operação plástica.

Leia também: Somente uma em cada quatro pessoas no mundo confia em Trump, diz pesquisa

Pela rede social, Donald Trump criticou o fato do programa “falar mal” dele, e disse que não assistiria mais a atração que teria “baixa audiência”.  O presidente norte-americano escreveu ainda que os dois apresentadores, Brzezinski e Joe Scarborough, são “loucos”, afirmando que ambos insistiram para ter uma entrevista exclusiva em sua mansão de Mar-a-Lago no último ano novo.

O magnata diz que recusou a entrevista, pois o rosto de Brzezinski estava “sangrando muito por causa de uma operação de lifting”.



A MSNBC respondeu as mensagens de Trump criticando o fato dele “passar o seu tempo mentindo” e “cometendo ataques pessoais” em vez de “fazer o seu trabalho”.

"É um dia triste para a América”, escreveu a rede norte-americana.

A rede ainda afirmou que o magnata mentiu ao dizer que recusou a entrevista com Scarborough e Brzezinski, já que “segundo os registros dos encontros, eles se juntaram aos outros convidados [na mansão de Trump] e tiveram uma conversa particular”.

Brzezinski também respondeu Trump com um tweet próprio, com uma imagem que pareceu zombar do tamanho das mãos do presidente.


Leia também: Trump se recusa a fazer jantar na Casa Branca para celebrar fim do mês do Ramadã

A vice-porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em entrevista à Fox News , defendeu Trump. "Eu não acho que o presidente, alguma vez, foi alguém que é atacado e não revide. Este é um presidente que luta contra fogo com fogo e, certamente, não se deixará ser atacado pela mídia liberal [de esquerda], e pelas elites liberais [de esquerda] dentro da mídia".

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump,  também saiu em defesa do marido. "Como a primeira-dama já declarou publicamente no passado, quando seu marido é atacado, ele vai sempre devolver 10 vezes mais ",  afirmou o diretor de comunicação de Melania, Stephanie Grisham, respondendo às perguntas dos repórteres.

Relação azedada

O presidente norte-americano tem o costume de assistir a todos os principais programas da manhã, incluindo os das redes Fox News , CNN e MSNBC . Segundo a CNN , durante a campanha eleitoral de 2016, Trump manteve um relacionamento amigável com o programa "Morning Joe", mas a relação teria azedado ao longo do tempo.

Leia também: Maduro pede que apoiadores "peguem em armas" em resposta a ataque de helicóptero

Donald Trump chegou a chamar Brzezinski de "muito insegura" e ameaçou expor sua relação sentimental com Scarborough, pois estavam namorando na época e, agora, estão noivos.

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.