Tamanho do texto

Aeronave da AirAsia voava da Austrália para a Malásia, quando problema começou e, por isso, piloto teve de retornar para aeroporto de origem; veja

O avião da AirAsia balançou em todo o caminho de volta, por volta de duas horas, segundo testemunhas
Reprodução/Instagram
O avião da AirAsia balançou em todo o caminho de volta, por volta de duas horas, segundo testemunhas

Um voo do AirAsia que decolou de Perth, na Austrália, em direção à Malásia, neste domingo (25), foi forçado a fazer retorno depois que o avião Airbus A330-300 começou a tremer fortemente. A companhia aérea explicou o ocorrido como “um problema técnico”.

Leia também: Avião monomotor cai sobre creche e deixa um morto na Flórida

Um porta-voz do aeroporto de Perth afirmou que “o piloto identificou o problema técnico na engenharia do avião . Assim, teve de voltar e pousar de forma segura”. Segundo um dos passageiros contou à rede de TV “CNN”, a aeronave chacoalhou por volta de duas horas.

“Nós estávamos cochilando, quando ouvimos um barulho alto no marco de 1h15 de viagem. A aeronave balançou em todo o caminho de volta, por volta de duas horas”, disse Damien Stevens.

Leia também: Trump se recusa a fazer jantar na Casa Branca para celebrar fim do mês do Ramadã

Embora ainda não esteja claro o que causou o problema com os motores do jato Rolls-Royce, qualquer desequilíbrio dentro de um motor a jato rápido pode causar vibrações violentas que são sentidas em toda a aeronave. As aeronaves Twin-Engine, como a A330, são projetadas para voar e pousar em segurança com apenas um motor funcionado.

“Estava tremendo demais, foi muito medonho”, relata o passageiro, que viajava com um amigo.

Ainda de acordo com Stevens, o piloto chegou a pedir por duas vezes para que os passageiros “orassem”. Apesar do voo difícil e do susto, o pouso aconteceu de forma “suave”, de acordo com as testemunhas.

Já no aeroporto australiano, todos os passageiros, membros da tripulação e o piloto bateram palmas. Algumas das testemunhas chegaram a fazer vídeos enquanto a aeronave chacoalhava, nos quais é possível perceber o quão forte estava. Nas redes sociais, comentaram as imagens, dizendo que “pensavam que fossem morrer”.

Mais problemas em maio

A companhia aérea confirmou, em nota, que o voo D7237 para Kuala Lumpur decolou às 6h40 locais com 359 pessoas a bordo, pousando de volta no aeroporto de Perth às 10h. A AirAsia X é um dos braços da AirAsia, sendo conhecida como uma das empresas da área com preços mais baixos do mundo.

Em nota, a AirAsia disse que “a segurança dos clientes é a maior prioridade” da empresa. O problema com o motor do jato Rolls-Royce Trent 700 é o segundo incidente significativo neste mês, e o terceiro desde maio. Um avião da China Eastern Airlines, também alimentada pela Trent 700s, foi forçado a voltar para Sydney logo após a decolagem para Xangai depois que parte da nacelle do motor despencou.  Outro dano semelhante aconteceu em um voo da EgyptAir em maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.