Tamanho do texto

Motorista do carro morreu e 45 pessoas que estavam a bordo do ônibus ficaram feridas após acidente, ocorrido no sábado em rodovia em Shinshiro

Um homem morreu e outras 45 pessoas ficaram feridas após acidente incrível envolvendo um carro e um ônibus no último sábado (10) em uma rodovia que cruza a cidade de Shinshiro, localizada na província de Aichi, no Japão.

Leia também: Grave acidente interdita trecho do Rodoanel e deixa três feridos em SP

De acordo com informações da imprensa local, o médico Masamitsu Ikuma, de 62 anos de idade, perdeu a direção do carro no qual ele trafegava pela rodovia de Tomei. O veículo alçou voo e cruzou a via, atingindo a dianteira de um ônibus de turismo que passava pela outra pista.

O acidente impressionante foi registrado pelas câmeras de segurança do ônibus, que ainda bateu em um morro na lateral da rodovia após ser atingido pelo veículo de Masamitsu.

Segundo reportado pelo portal  Japan Times , Masamitsu morreu na hora. Já entre os 47 ocupantes do ônibus atingido, apenas dois saíram ilesos. As autoridades japonesas informaram que seis pessoas sofreram fraturas e precisaram de maior atenção médica, enquanto as demais vítimas tiveram apenas ferimentos leves.

O ônibus envolvido no acidente pertence a uma empresa de turismo e estava levando clientes para um dia de passeio nos alpes de Minami-arupusu, cidade localizada na província de Yamanashi, após ter iniciado viagem em Toyokawa. O motorista e o guia turístico que acompanhariam o passeio estão entre a relação de pessoas feridas após o capotamento.

Por conta do grave acidente, a rodovia de Tomei ficou interditada durante aproximadamente cinco horas no sábado.

Leia também: OVNI é avistado no céu dos Estados Unidos por três 'caçadores de alienígenas'

Assista ao vídeo do incrível acidente abaixo:


Incidente com avião

Também neste fim de semana, um grave incidente envolveu um avião da companhia chinesa  China Eastern Airlines. Parte da turbina da aeronave despencou logo após o avião decolar do aeroporto de Sidney, na Austrália.

A aeronave precisou retornar ao aeroporto, onde uma equipe de resgate encontrou um grande buraco na parte externa dianteira da estrutura de uma das turbinas (chamada nacele).

Em nota, a Airbus afirmou que este é um tipo de incidente “não comum e que irá apoiar as investigações sobre o que aconteceu com a aeronave”.

Já o porta-voz da Rolls-Royce, montadora de carros que é responsável pela fabricação do avião, disse que “estamos cientes do incidente deste domingo e iremos trabalhar juntos com parceiros importantes, a fim de entender a causa do problema”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.