Tamanho do texto

Grupo terrorista divulgou comunicado em que admite ter sido autor do ataque que matou ao menos 22 pessoas no último show da Ariana Grande

O Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado terrorista ocorrido no show da Ariana Grande nesta segunda-feira
Reprodução/The Huffington Post
O Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado terrorista ocorrido no show da Ariana Grande nesta segunda-feira

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou, na manhã desta terça-feira (23), a autoria do atentado em Manchester , no Reino Unido, e afirmou que um "soldado do califado" colocou "muitos pacotes-bomba" no local onde aconteceram as explosões na noite desta segunda-feira (22).

Leia também: Veja tudo sobre o Estado Islâmico no iG

Em comunicado, divulgado pelo aplicativo Telegram e que não pode ser confirmado, o Estado Islâmico afirmou que detonou os pacotes colocados na Arena Manchester, onde morreram pelo menos 22 pessoas, entre elas várias crianças e adolescentes, e 59 ficaram feridas.

O ataque ocorreu por volta das 21h35 (horário local, 18h30 em Brasília), ao final de um show da cantora americana Ariana Grande

Segundo testemunhas, o estouro foi ouvido ao final do show, quando a cantora já estava fora do palco. A apresentação contava com um público de mais de 20 mil pessoas, que lotava todo o espaço onde o show foi realizado. Em sua maioria, estavam no local meninas adolescentes e crianças acompanhadas dos pais. 

Relato de quem estava lá

De acordo com as primeiras descrições de fãs e pessoas presentes na arena e arredores, na hora do estrondo, o chão tremeu e o público correu para sair do local. Algumas pessoas também disseram que estilhaços foram espalhados no momento da explosão.

Leia também: Estado Islâmico divulga decapitação de agente russo em vídeo explícito

Apesar da maior parte dos que estavam presentes alegar ter escutado apenas um único barulho, algumas pessoas declararam que foram duas explosões, e um som que se parecia com o de arma de fogo. No entanto, ainda não foi divulgado nenhuma informação oficial sobre o que realmente aconteceu, e as autoridades estão apurando o caso.

Em entrevista ao The Guardian , uma pessoa que se identificou como Hannah, afirmou que testemunhou o estouro quando estava no show. "Uma explosão muito forte, ouvida de dentro da Arena Manchester, e ela tremeu, então todos gritaram e tentaram sair", disse ela, ainda ressaltando que muitas pessoas saíram correndo, chorando, e dizendo que haveria uma bomba e um atirador. 

O suposto membro do Estado Islâmico, autor do ataque que não teve sua identidade revelada, também morreu na explosão. Suspeito de ter participação no ataque, um jovem de 23 anos foi detido pela polícia britânica. Ele teria ligação direta com o grupo terrorista, mas não teve o nome revelado. 

Leia também: Estado Islâmico planejou ataques no Brasil, afirma agência francesa

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.