Tamanho do texto

Jornal criticou duramente a proximidade da premiê da cena do crime; "se fossem dois terroristas, só Deus sabe", alertou a publicação britânica

Theresa May deixou o Parlamento de Londres em um carro oficial da cor prata, logo após o atentado terrorista na quarta
The Sun
Theresa May deixou o Parlamento de Londres em um carro oficial da cor prata, logo após o atentado terrorista na quarta

O jornal britânico The Sun teve acesso exclusivo, nesta sexta-feira (24), a um vídeo que mostra o momento exato em que a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, deixa o Parlamento de Londres, escoltada por cinco guardas, minutos após o atentado terrorista que aconteceu do lado de fora do local na última quarta-feira (22).

Leia também: Veja quem são as vítimas do atentado terrorista em Londres

Theresa May aparece com um casaco cinza, no estacionamento do Parlamento, a procura de um carro oficial que a levaria para longe do atentado. Em um primeiro momento, ela erra a direção, mas logo é orientada a entrar em um Jaguar da cor prata, estacionado a poucos metros de onde aconteceu o ataque. 

Ao publicar o vídeo, o The Sun critica o fato de que a primeira-ministra tenha sido encaminhada ao pátio do Parlamento tão próximo ao momento do ataque. Para o jornal, May ficou muito perto do terrorista.

"Se fossem dois terroristas, só Deus sabe o que poderia ter acontecido. Um deles poderia ter corrido diretamente para perto dos carros e tentado esfaqueá-la ou matá-la de outra maneira", escreveu a publicação.

O atentado deixou cinco pessoas mortas, entre elas o terrorista. Outras 50 pessoas ficaram feridas, das quais duas estão em estado grave, segundo informações divulgadas nesta sexta pela polícia britânica. O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque .

O jornal não revelou quem gravou o vídeo, mas afirmou que as imagens foram gravadas de uma das janelas do Parlamento. 

O dia seguinte 

A identidade do autor do atentado foi revelada nesta quinta-feira (23), dia em que o Parlamento britânico retomou suas atividades, começando o dia com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas e um discurso da primeira-ministra.

Em seu pronunciamento, Theresa May defendeu que Londres retome suas atividades de rotina como uma resposta dura ao terrorismo. "Neste momento é importante mostrarmos que são os nossos valores que prevalecerão, que os terroristas não ganharão”, disse. “Nós não estamos com medo”.

Leia também: Mulher se joga em rio para fugir de ataque em Londres e sofre ferimentos graves

* Com informações da Agência Ansa.